Publicação mais recente

Bolachas de chocolate sem açúcar #saudavel


Parece mentira conjugar numa mesma frase as palavras, bolachas de chocolate e saudável, mas a verdade é que é possível e a prova está vista!

Estas bolachas (ou bolinhos como quiserem chamar) são perfeitas para contornar aquela vontade terrível de comer algo doce.
Não contêm açúcares adicionados, são muito saborosas e ficam com a consistência quase de brownie.
Perfeitas para matar a gula quase sem culpa!

Duram alguns dias foram do frigorífico (desde que bem acondicionadas).

Para a marmita do trabalho e da criançada, são o snack perfeito para ter por perto.



Ingredientes:
→ 100g de tâmaras descaroçadas (usei medjoul)
→ 60g de cacau em pó, sem açúcar
→ 30 g de amêndoas com pele
→ 3 claras de ovo
→ 1 c.sopa de óleo de côco derretido
→ 40g de flocos de aveia
→ 30g de côco ralado

Preparo - Modo Tradicional:
1) Pré-aquecer o forno a 180ºC. Forrar um tabuleiro de forno com papel vegetal e reservar.
2) Colocar as tâmaras, o cacau, as amêndoas e as claras num processador de alimentos e triturar até obter uma consistência macia.
3) Adicionar o óleo de côco e envolver bem.
4) Incorporar por fim a aveia e o côco ralado e misturar bem.
5) Formar bolinhas com a massa e dispo-las no tabuleiro forrado com papel vegetal, achatando-as com os dedos.
6) Levar ao forno por 5 minutos, virá-las e deixar cozinhar mais 5 minutos. Depois de prontas, deixar arrefecer por completo antes de consumir.

Preparo - Com robot de cozinha:
1) Pré-aquecer o forno a 180ºC. Forrar um tabuleiro de forno com papel vegetal e reservar.
2) Colocar as tâmaras, o cacau, as amêndoas e as claras no copo e programar 30 segundos, velocidade 8.
3) Adicionar o óleo de côco, a aveia e o côco ralado e programar 15 segundos, velocidade 3.
4) Formar bolinhas com a massa e dispo-las no tabuleiro forrado com papel vegetal, achatando-as com os dedos.
5) Levar ao forno por 5 minutos, virá-las e deixar cozinhar mais 5 minutos. Depois de prontas, deixar arrefecer por completo antes de consumir.




Restaurante o António Padeiro, Alcobaça


No passado fim-de-semana, demos uma escapadinha até Alcobaça, no que foi a nossa primeira aventura fora de casa com uma bebé de três meses 😊

Correu lindamente! Não quero estar a "deitar foguetes antes da festa" mas a verdade é que a nossa pequenina é um doce e muito tranquila. Portou-se lindamente!
Que se mantenha assim, é tudo o que peço 😁

Habitualmente, quando viajamos para algum lado, costumamos estudar a região e ver o que podemos fazer por lá, quais os restaurantes que valem a pena, etc.

Procurando por restaurantes em Alcobaça, a primeira opção sugerida foi o António Padeiro.
Tem tão boas reviews, que decidimos experimentar e em boa hora o fizemos!

Nas traseiras do mosteiro, assim meio escondidinho, fica o António Padeiro.
Entrar aqui, é entrar na casa da avó! Desde a decoração castiça e cheia de personalidade, à comida e a recepção calorosa. 

Tinha visto que o restaurante não era muito grande e inclusive uma das salas era numa cave, e imaginei que isso poderia ser um entrave pois seria complicado levar um carrinho de bebé, mas rapidamente arranjaram solução.

Recomendo vivamente que levem apetite quando visitarem este restaurante, pois desde as entradas às sobremesas (tudo caseiro), vão querer experimentar tudo, acreditem!

Para iniciar a refeição, é servida uma tábua com vários petiscos caseiros (ovos mexidos com farinheira, cogumelos com linguiça, patê de fígado com alecrim, creme de queijo com ervas, manteigas e compota de abóbora), enchidos, tostas, queijos e azeitonas. Para acompanhar trazem um cesto com pão e broa de milho caseiros.

Tudo delicioso!



Os pratos principais que escolhemos foram o bife à António Padeiro e lombinho de porco, envolto em bacon, com maçã vinho do Porto. Carnes tenras e suculentas repletas de sabor.



Para os gulosos de plantão, as sobremesas com toque da doçaria conventual vão fazer as delícias! 
É-nos apresentado um tabuleiro com todas as sobremesas existentes (desde fidalgos, arroz doce com doce de ovos, farófias no forno com doce de ovos, entre tantas outras)... todas com tão bom aspecto, difícil vai ser escolher apenas uma! 😊

Nós optámos pelas farófias e uma especialidade da casa, o pecado (uma espécie de toucinho do céu, com pinhão e caramelo). Ambas divinais! (a foto do tabuleiro ficou desfocada tal não era a emoção desta gulosa assumida ao ver tanta coisa deliciosa)




Deixo-vos este vídeo, onde poderão conhecer um pouco mais da história deste cantinho o qual recomendo vivamente uma visita!


Um bem haja aos donos do António Padeiro, parabéns por este delicioso cantinho, e votos de muito sucesso!

Panquecas de côco



Experimentei estas panquecas pela primeira vez no dia de Carnaval (18/02/18), altura em que se comemorava também o #pancakeday.

A receita foi retirada do livro "Receitas de Tipos de Massas" da querida Rosa Cardoso, autora do Blog "Be Nice Make a Cake".

São óptimas quer para um pequeno-almoço como para um lanche (que foi como acabámos por as consumir). A receita é bastante simples e prática.

As panquecas ficam deliciosas! Tal como é indicado na receita, é aconselhável que a massa descanse um pouco antes de ser cozinhada, pelo que o ideal é prepararem a massa de véspera (na minha opinião torna o processo ainda mais prático, no próprio dia, só têm de ter uma frigideira anti-aderente por perto e deliciarem-se 😊).

Ingredientes:
➜ 100g de farinha de trigo sem fermento T55 (se quiserem uma versão sem glúten usem farinha de arroz)
➜ 50g de côco ralado
➜ 1 c.chá de canela em pó
➜ 1 c.chá de fermento em pó
➜ 1 ovo
➜ 250ml de leite

Preparo - Modo Tradicional:
1) Misturar todos os ingredientes num liquidificado e bater durante uns segundos. Deixar a massa repousar pelo menos 15 a 30 minutos ou de um dia para o outro no frigorífico.
2) Aquecer uma frigideira anti-aderente em lume médio e untar com óleo de côco. Cada panqueca deverá ter em média a quantidade equivalente a uma concha de sopa. Colocar cada porção na frigideira e deixar cozinhar 1-2 de cada lado.
3) Servir com o topping da vossa preferência.

Preparo - Com robot de cozinha:
1) Colocar todos os ingredientes no copo e programar 30 segundos, velocidade 5. Deixar a massa repousar pelo menos 15 a 30 minutos ou de um dia para o outro no frigorífico.
2) Aquecer uma frigideira anti-aderente em lume médio e untar com óleo de côco. Cada panqueca deverá ter em média a quantidade equivalente a uma concha de sopa. Colocar cada porção na frigideira e deixar cozinhar 1-2 de cada lado.
3) Servir com o topping da vossa preferência.




Pizza margherita com presunto e rúcula


Esta pizza foi partilhada em tempos no stories do Instagram (@apetiscana) do Blog, quem me acompanha por lá acaba sempre por ver as receitas em primeira mão pois é a rede social que uso praticamente todos os dias.

Usualmente as bases de pizza que uso são caseiras. Gosto de preparar a massa de raiz. É um processo simples, e ao menos sei o que estou a consumir, não há ingredientes cujo nome não sei pronunciar, e é bastante saborosa, fica fofa e leve!

Gosto de fazer em maiores quantidades e assim posso congelar para usar mais tarde. Neste processo o que usualmente faço é preparar a massa, dividir em várias porções, estender cada uma delas no formato desejado (usualmente faço pizza arredondadas, mas também é possível fazer rectangulares) e envolver em plástico filme. Levo ao congelador até ao dia em que a pretender consumir.
Nesse dia, tiro do congelador, coloco no tabuleiro forrado com sêmola de milho (assim não é necessário untar nem usar papel vegetal) e coloco a cobertura desejada.

Desta forma temos sempre bases de pizza "à mão" para desenrascar refeições rápidas.


Ingredientes:
Para a base (rende 2 pizzas médias)
⇨ 200g de água
⇨ 50g de azeite de boa qualidade
⇨ 1 c.chá de sal fino
⇨ 400g de farinha tipo 55
⇨ 10g de fermento de padeiro seco (usei da marca Okedo que encontrei à venda no Makro, se conseguirem encontrar, recomendo vivamente, é excelente)
⇨ 2 c.sopa de sêmola de milho
Para a cobertura (para 2 pizzas)
⇨ 250g de molho de tomate de boa qualidade (distribuído pelas duas bases)
⇨ 300g de mozzarella de bufala
⇨ 250g de presunto fatiado
⇨ 400g de queijo mozzarella ralado
⇨ 50g de rúcula fresca

Preparo - Modo Tradicional:
1) Numa tigela colocar a água morna, o azeite e o fermento e mexer de forma a que o fermento dissolva.
2) Juntar a farinha e o sal e amassar bem até que a massa fique uniforme, macia e elástica.
3) Cobrir a tigela com um pano seco e deixar que a massa dobre de volume, em local morno (usualmente entre 30 minutos a 1 hora).
4) Dividir a massa em duas porções iguais e estender cada uma delas numa superfície enfarinhada na espessura desejada, aqui em casa gostamos das pizzas de massa fina.
5) Colocar cada uma das pizzas num tabuleiro forrado com sêmola de milho (1 c.sopa para cada tabuleiro).
6) Distribuir o molho de tomate sobre as pizzas. Salpicar com a mozzarella de búfala despedaçada e o queijo ralado.
7) Levar ao forno pré-aquecido a 220ºC por cerca de 20 minutos. Retirar do forno, distribuir a rúcula e sobre a mesma o presunto e servir de imediato



Preparo - Com robot de cozinha:
1) No copo colocar a água, o azeite e o sal e programar 1 minuto, 37 ºC, velocidade 2.
2) Juntar a farinha e o fermento e programar 2 minutos, velocidade espiga.
3) Cobrir a tigela com um pano seco e deixar que a massa dobre de volume, em local morno (usualmente entre 30 minutos a 1 hora).
4) Dividir a massa em duas porções iguais e estender cada uma delas numa superfície enfarinhada na espessura desejada, aqui em casa gostamos das pizzas de massa fina.
5) Colocar cada uma das pizzas num tabuleiro forrado com sêmola de milho (1 c.sopa para cada tabuleiro).
6) Distribuir o molho de tomate sobre as pizzas. Salpicar com a mozzarella de búfala despedaçada e o queijo ralado.
7) Levar ao forno pré-aquecido a 220ºC por cerca de 20 minutos. Retirar do forno, distribuir a rúcula e sobre a mesma o presunto e servir de imediato


Festa da Madeira no Continente


Antecipando a Festa da Flor, que se realiza na Madeira, entre 19 de abril a 6 de maio, o Continente do Colombo está a realizar uma Feira Promocional temática, dedicada aos sabores tradicionais da Madeira, entre os dias 10 e 15 de abril.

Em destaque estarão alguns dos produtos mais representativos da Madeira e que são comercializados nas lojas Continente, nomeadamente, a banana da Madeira, bolo de mel, bolo do caco, as bolachas artesanais da Casa de Santo António, a cerveja Coral, os refrigerantes Brisa, o conhecido Rum Agrícola da Madeira e a tradicional Poncha da ilha.

Abaixo deixo-vos alguns dos produtos que poderão encontrar por lá. Destaco em particular o bolo de mel (ou pão de mel como algumas pessoas o chamam) e as broas de gengibre. Como guloso assumida que sou, não lhes consigo resistir 😊

Se tiverem oportunidade, passem pelo Continente e deliciem-se com estas iguarias!


 






Tagliatelle com Bacon e Cogumelos, rápido e fácil


Segue uma receita rápida e prática para aqueles dias de preguiça e/ou pouco tempo para dedicar a grandes preparados culinários.

Os pratos de massa são aqueles a que recorro muitas vezes, especialmente naqueles dias em que não tive tempo de planear refeições, não descongelei nada de carne nem peixe e estou com poucas ideias.

Neste caso, optei por uma versão mais leve não adicionando natas, mas se quiserem adicionar uma cremosidade extra a este prato recomendo que o façam, no passo 4 da receita.

Optei por cozinhar o bacon no forno, assim não sujo o fogão e considero que feito desta forma é bastante prático! 😊

Ingredientes:
➜ 250g de tagliatelle
➜ 200g de bacon fatiado
➜ 400g de cogumelos laminados (usei de lata, podem substituir por frescos)
➜ 1 chávena de cogumelos cereja cortados em metades
➜ 1 chalota
➜ manjericão fresco a gosto
➜ azeitonas pretas laminadas a gosto
➜ sal e pimenta a gosto
➜ 1 c.chá de alho em pó
➜ azeite qb
➜ queijo parmesão ralado a gosto

Modo de Preparo:
1) Numa panela grande, levar 1 litro de água, temperada com sal a gosto, a ferver. Quando ferver juntar a massa (250g são cerca de 12 novelos). Cozinhar por cerca de 10 minutos, de acordo com as instruções do fabricante. Reservar com a água.
3) Num tabuleiro de forno forrado com papel vegetal, dispor as fatias de bacon e levar ao forno a 200ºC até que fique tostadas. Escorrer o excesso de gordura com o auxílio de papel de cozinha e cortar em pedaços pequenos. Reservar.
2) Numa frigideira grande (ou numa wook), colocar um fio de azeite e saltear os cogumelos, temperando-os com pimenta a gosto e o alho em pó. Adicionar então a chalota picada e deixar refogar até que fique translúcida. Juntar depois os tomates, o manjericão e as azeitonas, rectificando os temperos consoante necessário.
3) Adicionar a massa escorrida e envolver cuidadosamente com o refogado. Por fim juntar o bacon.
4) Se estiver muito seco, adicionar umas conchas de água da cozedura da massa.
5) Servir de imediato polvilhado com queijo parmesão a gosto.




Arroz árabe com leite de côco



Este é um acompanhamento perfeito para pratos de carne. O arroz fica ligeiramente aromatizado por conta do côco e do whiskey e com uma consistência levemente cremosa.

Prático e ligeiramente diferente do tradicional arroz árabe, esta é uma deliciosa sugestão para servir naqueles dias em que queremos impressionar os amigos.

Receita adaptada da revista "Bimby Momentos de Partilha, Fevereiro 2018"
Ingredientes:
⇨ 50g de sultanas douradas
⇨ 50g de whiskey
⇨ 600g de água
⇨ 400g de leite de côco
⇨ 1 caldo de galinha
⇨ 50g de manteiga
⇨ 350g de arroz agulha
⇨ 50g de caju grosseiramente picado

Preparo - Modo Tradicional:
1) Hidratar as sultanas no whiskey por 30 minutos.
2) Num tacho colocar a água, o leite de côco, o caldo de galinha e a manteiga e levar ao lume até que ferva. Nessa altura juntar o arroz e deixar cozinhar cerca de 15 a 20 minutos.
3) Escorrer o whiskey das sultanas e envolvê-las no arroz. Salpicar o arroz com o caju picado e servir.

Preparo - Com robot de cozinha:
1) Hidratar as sultanas no whiskey por 30 minutos.
2) No copo colocar a água, o leite de côco, o caldo de galinha e a manteiga. Colocar dentro do copo o cesto com o arroz e programar 20 minutos, 100ºC, velocidade 4. Retirar o arroz do cesto e verter para uma taça. Escorrer o whiskey das sultanas e envolvê-las no arroz. Salpicar o arroz com o caju picado e servir.



Noodles de courgette com pesto de abacate e nozes


Este é um prato que tanto serve como acompanhamento (leve e saudável), como refeição por si só, no caso de serem vegetarianos/vegan.

A courgette é extremamente versátil, pois tem um sabor neutro, enquadrando-se bem quer em pratos doces como salgados.
Como tem poucas calorias, é usualmente usada em dietas. Aqui em casa, usamos bastante em sopas, em legumes salteados e no forno.

Não tenho máquina de fazer noodles de vegetais, mas numa das minhas idas ao Lidl, encontrei à venda noodles de courgette já prontos, e decidi trazer para experimentar.
Preparei este pesto de abacate, que resultou muito bem com a courgette e proporcionou-nos um acompanhamento para um prato de carne delicioso!

Ingredientes:
⇨ 1 + 1/2 abacate
⇨ sumo de 1 lima
⇨ sal e pimenta a gosto
⇨ folhas de manjericão  fresco
⇨ 5 nozes
⇨ 1 dente de alho
⇨ 1 fio de azeite
⇨ 1 c.chá de alho em pó
⇨ 500g de noodles de courgette
⇨ opcional: queijo parmesão ralado

Modo de preparo:
1) Começar por preparar o pesto, esmagando o abacate com um garfo (em alternativa pode ser processado num processador de comida ou com uma varinha mágica), adicionando o sumo de lima, o manjericão fresco finamente picado, o alho em pó, sal e pimenta a gosto e as nozes finamente picadas. Misturar bem até obter um creme.
2) Numa frigideira, colocar um fio de azeite e o dente de alho picado e levar ao lume. Assim que o alho dourar, adicionar a courgette (recomendo que sequem bem a courgette com o auxílio de papel de cozinha, antes de cozinharem, para retirar o excesso de água) e deixar que a mesma cozinhe por 2 a 3 minutos, só até amolecer ligeiramente (queremos que mantenha a sua forma e não perca muita água).
3) Adicionar o pesto de abacate, envolvendo bem. Rectificar os temperos, se necessário, retirar do lume e servir polvilhado com queijo parmesão.




Giveaway - 4º aniversário do Blog!


O Blog está de parabéns pelo seu 4º Aniversário, e para festejar decidi fazer um sorteio 😊

Como digo várias vezes, este projecto só faz sentido convosco, portanto é mais do que justo que ofereça um mimo a um dos meus leitores!

Sendo este um Blog de receitas culinárias, o prémio sorteado teria que estar de alguma forma relacionado com culinária!
O livro MasterChef Curso de Cozinha encaixou perfeitamente nesse requisito. Na minha opinião este é um livro que deve constar em todas as cozinhas de quem é apaixonado por culinária!

"Curso de cozinha completo para levar os cozinhados do simples ao divinal: como organizar a despensa, aperfeiçoar o básico, aprender a cozinhar os clássicos e aplicar técnicas mais avançadas em receitas surpreendentes."

Este livro dá dicas de como organizar a dispensa, como escolher carnes, peixes e mariscos, frutas e vegetais, como trabalhar as 5 principais técnicas (assar, estufar, fritar, escalfar e cozer no forno), como preparar os básicos de molhos, e os 5 básicos (arroz, massa, salada, tarte e pão), para além de conter diversas receitas deliciosas, desde entradas, a pratos principais e sobremesas!

Para além desta "bíblia culinária" vou oferecer também um conjunto de colheres medidoras e um conjunto de stencils de decoração para bolos e tartes da Tiger, um complemento ao livro para vos deixar ainda mais inspirados a criar deliciosos pratos.

Boa sorte a todos!!

Para se habilitarem a ganhar este prémio deverão respeitar as seguintes REGRAS:

⇨ Ser "Seguidor" do blog Petiscana, no Instagram.
⇨ Deixar um comentário na imagem do post original no Instagram identificando 3 amigos
⚠️GIVEAWAY⚠️ Para celebrar os 4 anos do Blog @apetiscana vou oferecer um miminho a um seguidor sortudo! ☺️ Se quiseres habilitar-te a ganhar: 👉🏼um livro “Masterchef - Curso de Cozinha” 👉🏼um conjunto de colheres medidoras da Tiger 👉🏼 um conjunto de stencils para decorar bolos e tartes da Tiger Deverás cumprir as seguintes REGRAS: 🚨seres seguidor da @apetiscana 🚨comentares neste post (o original) identificando 3 amigos 🚨tornares-te membro do Blog (opcional) 🚨podes participar as vezes que quiseres desde que identifiques sempre amigos diferentes O passatempo estará a decorrer de 03/04/18 a 10/04/18 (termina às 23:59) e só é válido para Portugal Continental e ilhas. O prémio será atribuído via Random.org. O vencedor será anunciado por aqui no dia 11/04/18, tendo posteriormente de me enviar uma mensagem privada com a morada onde deseja receber o prémio. Boa sorte a todos!! 🍀😊 (Todos os detalhes do giveaway estão também no Blog, caso pretendam consultar) #giveaway #apetiscana #bloganiversary #aniversarioblog
Uma publicação partilhada por Ana Costa {Petiscana} (@apetiscana) a

⇨ Tornar-se membro do blog Petiscana (opcional).
⇨ Cada participante poderá participar as vezes que quiser desde que identifique sempre amigos diferentes.

DURAÇÃO do PASSATEMPO:
⇨ O Giveaway terá início hoje, dia 04 de Abril de 2018 e termina às 23h59 do dia 10 de Abril de 2018.

REGULAMENTO:
⇨ Passatempo apenas válido para Portugal Continental e Ilhas.
⇨ O prémio será atribuído via Random.org
⇨ O prémio é constituído por um livro MasterChef - Curso de Cozinha, um conjunto de colheres medidoras e um conjunto de stencils de decoração para bolos e tartes da Tiger.
⇨ O vencedor será anunciado no perfil da Petiscana, no Instagram, no dia 11 de Abril de 2018.
⇨ O vencedor deverá enviar, por mensagem privada, a morada na qual desejam receber o prémio.
⇨ Caso o vencedor atribuído pelo Random.org não cumpra uma das regras acima definidas, novo sorteio será efetuado.



Bolo de iogurte com mirtilos para celebrar os 4 anos de Petiscana


Abril é o mês de aniversário do Blog.
No dia 3 nascia esta grande aventura!

Foram 4 anos fantásticos de muitas partilhas, amizades, parcerias, experiências.
Este espaço foi criado com o intuito de partilhar receitas para o dia-a-dia, desde sugestões saudáveis a outras mais "gordinhas", e passados 4 anos, sinto-me feliz de ver que mantive-me fiel ao propósito inicial.

O Blog está actualmente presentes nas redes sociais abaixo, que vos convido a conhecer e inscreverem-se caso ainda não o tenham feito:

➩ Facebook (12813 likes)
Instagram (1410 seguidores)
Youtube (787 inscritos)
Pinterest (137 seguidores)
Bloglvin' (52 leitores)
➩ Goolge + (510 seguidores)

É muito gratificante perceber que as pessoas acompanham e gostam do nosso trabalho. Adoro quando experimentam as minhas receitas e as partilham comigo, fico de coração cheio e percebo que as horas dedicadas a este projecto não são em vão.

Quem também tem um Blog perceberá, ou até já sentiu o mesmo... algumas vezes pensamos em desistir, em abandonar o projecto por acharmos que estamos a "trabalhar para o boneco", as incertezas (se o conteúdo que criamos é suficientemente bom), a falta de tempo, um Feedback menos bom de algum leitor... são tudo factores que pesam e nos levam a duvidar. Mas usualmente é nesses momento que recebo uma mensagem de algum leitor do Blog, alguém que experimentou receita "X" ou "Y", ou de um colega de um outro  Blog, que escreve uma mensagem de incentivo, e isso apenas é o suficiente para voltar a acender a chama, para me manter motivada a dar continuidade a este projecto.

Orgulho-me em dizer que cheguei até aqui por mérito próprio. Não invisto em publicidade, o Blog chega às pessoas através de partilhas, minhas e dos meus leitores, e vê-lo crescer diariamente só pode significar que estou a fazer algo bem 😊

Pretendo continuar por cá, isso é certo! Colocando tudo na balança, os "prós" vencem os "pros", e apesar de agora ter uma filhota que requer grande parte da minha atenção e dedicação, tenho conseguido arranjar sempre um tempinho para vir aqui e para continuar a partilhar algo que me dá tanto prazer...o que cozinho, o que me faz feliz!

Se são novos por aqui, sejam bem-vindos! Se me acompanham há mais tempo, só tenho a agradecer o facto de estarem por aí, este projecto só faz sentido convosco.

Que venham muitos mais anos!😀

E porque 4 anos merecem uma celebração e celebração que se preze tem de ter bolo, hoje a receita que partilho convosco é a de um delicioso bolo de iogurte com mirtilos. Fofinho, leve e delicioso!
Tirem uma fatia e juntem-se à festa! 🎉

🚨E já agora, fiquem atentos, amanhã terá início um passatempo para festejar o aniversário do Blog!!🚨

Ingredientes:
➩ 150g de açúcar
➩ 100g de manteiga amolecida
➩ 3 ovos
➩ 120g de iogurte grego natural
➩ 1 limão
➩ 210g de farinha
➩ 1 c.chá de fermento em pó
➩ 150g de mirtilos + 1 c.sopa de farinha
➩ açúcar em pó qb para decorar

Preparo - Modo Tradicional:
1) Pré-aquecer o forno a 180ºC.
2) Untar uma forma do tipo bolo inglês com manteiga, polvilhar com farinha e reservar.
3) Bater a manteiga com o açúcar até obter uma mistura homogénea e cremosa.
4) Incorporar os ovos, um a um, mexendo bem.
5) Juntar o iogurte, o sumo e raspas de limão e incorporar bem.
6) Envolver a farinha com o fermento cuidadosamente.
7) Por fim envolver os mirtilos, previamente misturados com a farinha.
8) Verter o preparado para a forma e levar ao forno entre 30 a 40 minutos ou até que um palito inserido no interior do bolo, saia limpo.
9) Deixar arrefecer completamente antes de desenformar e polvilhar com açúcar em pó.

Preparo - Com robot de cozinha:
1) Pré-aquecer o forno a 180ºC.
2) Untar uma forma do tipo bolo inglês com manteiga, polvilhar com farinha e reservar.
3) No copo colocar a manteiga com o açúcar e programar 1 minuto, velocidade 4. Com a máquina em funcionamento na velocidade 3, incorporar os ovos, um a um.
4) Juntar o iogurte, o sumo e raspas de limão e programar 30 segundos, velocidade 3.
5) Adicionar a farinha com o fermento e programar 15 segundos, velocidade 3.
6) Por fim, com a ajuda da espátula, envolver os mirtilos, previamente misturados com a farinha.
7) Verter o preparado para a forma e levar ao forno entre 30 a 40 minutos ou até que um palito inserido no interior do bolo, saia limpo.
8) Deixar arrefecer completamente antes de desenformar e polvilhar com açúcar em pó.





Pão integral com maca, chia e cânhamo #superalimentos


Como já referi em diversos posts, defendo a filosofia de uma alimentação equilibrada, com um pouco de tudo, mas procuro sempre incluir nessa diversidade os melhores ingredientes.

Os superalimentos (que estão na moda hoje em dia), fazem parte da minha alimentação. Procuro incluí-los nos mais variados preparos, desde batidos, bolos, pães, granolas, etc.

Para a receita de hoje usei três superalimentos, a maca, as sementes de chia e as de cânhamo.

MACA

💪 A composição da maca permite a melhoria da produção do sémen nos homens e a sua motilidade.
💪 Como ajuda a estabilizar os níveis de estrogénio no organismo, pode prevenir a osteoporose.
💪 Devido à sua composição, ajuda a controlar a ansiedade, as alterações de humor, os afrontamentos, a depressão e a fadiga associados à menopausa.


SEMENTES DE CÂNHAMO

💪 Devido ao seu teor de arginina, previne a tensão elevada.
💪 O seu teor de ácido gama-linolénico está associado à diminuição de processos inflamatórios no sistema cardiovascular.
💪 Dado o seu teor de fibras solúveis e insolúveis, as sementes de cânhamo ajudam a melhorar a função intestinal.

SEMENTES DE CHIA

💪 Devido ao seu elevado teor de fibras, ajudam a regular o trânsito intestinal e a promover a sensação de saciedade no estômago.
💪 Dado o seu teor de ácidos gordos ómega-3, estas sementes têm uma importante função na diminuição do colesterol LDL e total e no aumento do colesterol HDL.
💪 Podem diminuir os picos de glucose no sangue, ajudando a prevenir algumas patologias decorrentes da diabetes do tipo 2.

Esta é uma receita de pão numa vertente mais descomplicada. Não requer tempo de levedação nem necessita de ser sovado, basta juntar todos os ingredientes, misturar e levar para cozer no forno. 😊
O pão tem uma consistência de bolo, que se mantêm húmido por vários dias, para além disso, é extremamente saciante.

Informações nutricionais e receita retiradas do livro:
Superalimentos Refeições com mais vida
de Mafalda Rodrigues da Almeida

Ingredientes:
⇨ 250g de farinha de trigo integral
⇨ 1 c.sopa de fermento de padeiro seco
⇨ 1 c.sopa de mel
⇨ 1 ovo
⇨ 1 c.chá de maca
⇨ 1 chávena de leite de amêndoa
⇨ 1/2 chávena de azeite
⇨ 3 c.sopa de sementes de cânhamo e de chia (3 de cada)
⇨ 1 c.chá de sal

Preparo - Modo tradicional:
1) Pré-aquecer o forno a 180ºC. 
2) Forrar uma forma de bolo rectangular com manteiga e uma folha de papel vegetal.
3) Numa tigela misturar todos os ingredientes secos.
4) Juntar os restantes ingredientes e bater com uma batedeira ou vara de arames até obter um preparado homogéneo.
5) Dispor a massa na forma forrada e salpicar a gosto com sementes de cânhamo.
6) Levar ao forno por 40 minutos ou até que um palito inserido no meio do pão, saia limpo.
7) Deixar arrefecer completamente antes de fatiar.

Preparo - Com robot de cozinha:
1) Pré-aquecer o forno a 180ºC. 
2) Forrar uma forma de bolo rectangular com manteiga e uma folha de papel vegetal.
3) No copo colocar todos os ingredientes e programar 1 minuto, velocidade 3.
4) Dispor a massa na forma forrada e salpicar a gosto com sementes de cânhamo.
5) Levar ao forno por 40 minutos ou até que um palito inserido no meio do pão, saia limpo.
6) Deixar arrefecer completamente antes de fatiar.




Sugestões para a mesa de Páscoa

Imagem retirada da internet

A Páscoa é um momento de família, em que nos reunimos à mesa para apreciar as iguarias típicas da época, num ambiente tranquilo e acolhedor.

Variando de região para região, aqui em casa, não dispensamos o folar mais tradicional (aquele com erva-doce e canela, com o ovo cozido no topo), mas existem também os folares de enchidos, como é o caso do folar transmontano ou os menos tradicionais, mas igualmente deliciosos, como é o caso do de gila, de amêndoas ou maçã.

Aqui no Blog já partilhei convosco a receita do folar tradicional e do folar de Olhão.



Para além dos folares, é também comum encontrar na mesa de Páscoa o Pão de Ló, o bolo finto ou o ninho de Páscoa.

Todas estas iguarias, abaixo apresentadas, estão disponíveis no Jumbo de 14 de Março a 1 de Abril, para que possam rechear a vossa mesa, comodamente e à distância de um clique (basta clicarem nas imagens abaixo para serem redireccionados para o site do Jumbo).




Pensando nos mais pequenos, ou nos mais gulosos, o Jumbo disponibiliza também uma vasta oferta de chocolates (amêndoas e ovos). Pessoalmente, na Páscoa costumo oferecer amêndoas de chocolate aos adultos (fazem as delícias dos velhotes) e ovos para a criançada! É impossível ficar indiferente a um docinho 😊


E na vossa casa? O que costumam comer nesta época?