Bimby,

Tarte de amêndoa deliciosa

09:00:00 Ana Filipa Costa 8 Comments


Se existe sobremesa bolo/tarte que aprecio bastante, a tarte de amêndoas é uma delas. Digo bolo/tarte pois é exactamente assim que esta tarte fica, com uma base fofa que lembra um bolo, e uma cobertura crocante e gulosa, de amêndoas que lhe confere um sabor e textura deliciosos.

Esta receita "roubei" do caderninho de receitas da minha mãe. 😊
Lembro-me de ser pequenina, estar em cima de uma cadeira encostada à bancada da cozinha e observar a minha mãe a fazer esta tarte, deliciava-me (e ainda me delicio) com esses momentos.
Gosto muito de cozinhar, mas também gosto muito de ver pessoas que têm paixão pela cozinha a cozinhar, e a minha mãe é sem dúvida uma dessas pessoas.

Para esta tarte podem optar por fazer uma versão mais alta (numa forma menor), o que lhe confere uma base de bolo mais alta e fofa, ou optar por uma versão mais baixa (numa forma maior) o que lhe vai conferir uma base mais fina e mais estaladiça. Qualquer uma das versões é deliciosa!

Ingredientes:
Massa
➜ 200g de açúcar
➜ 250g de farinha
➜ 2 ovos
➜ 1 dl de leite (100g)
➜ 100g de margarina derretida
➜ 1 c.chá de fermento em pó
Cobertura
➜ 100g de amêndoa laminada (ligeiramente tostada)
➜ 100g de açúcar
➜ 100g de manteiga
➜ 1dl de leite (100g)

Preparo - Modo Tradicional:
1) Começar por untar com manteiga e farinha uma tarteira (usei uma com fundo removível de 25 cm de diâmetro).
2) Numa tigela bater a manteiga com o açúcar até ficar cremoso. Juntar a farinha e o fermento e aos poucos incorporar o leite e os ovos (inteiros).
3) Verter a massa para a tarteira untada e levar ao forno, a 180ºC, por cerca de 10 a 15 minutos (queremos que a massa comece a cozer mas não a queremos totalmente cozida para já).
4) Enquanto isso, preparamos o recheio. Levar uma caçarola ao lume e derreter a manteiga, juntar o açúcar, leite e amêndoa e deixar ferver, mexendo sempre até formar ponto de pérola fraco.
5) Verter o recheio quente sobre o bolo semi-cozido e levar novamente ao forno até que doure (assim o bolo termina de cozer e a cobertura fica estaladiça e deliciosa).
6) Desenformar da tarteira apenas depois de frio.


Preparo - Com robot de cozinha:
1) Começar por untar com manteiga e farinha uma tarteira (usei uma com fundo removível de 25 cm de diâmetro).
2) No copo colocar a manteiga com o açúcar, a farinha e o fermento e programar 1 minuto, velocidade 3. Com a máquina em funcionamento na velocidade 3, aos poucos incorporar o leite e os ovos (inteiros), pelo bucal da tampa, e deixar que misture até obter um preparado homogéneo.
3) Verter a massa para a tarteira untada e levar ao forno, a 180ºC, por cerca de 10 a 15 minutos (queremos que a massa comece a cozer mas não a queremos totalmente cozida para já).
4) Enquanto isso, preparamos o recheio. No copo colocar a manteiga, o açúcar, o leite e amêndoa e programar 10 minutos 100ºC, velocidade 1.
5) Verter o recheio quente sobre o bolo semi-cozido e levar novamente ao forno até que doure (assim o bolo termina de cozer e a cobertura fica estaladiça e deliciosa).
6) Desenformar da tarteira apenas depois de frio.








8 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Carne

Coelho à caçador

09:00:00 Ana Filipa Costa 3 Comments


Uma refeição reconfortante que sabe bem e que nos aquece o corpo e a alma é a sugestão de hoje. 😊

A receita não é complexa, o mais "chato" é ter de aguardar pelo tempo de repouso da marinada, mas vale cada segundo pelo sabor que confere à carne.
O molho deste prato, sobre uma fatias de pão torrado (ou frito) é simplesmente delicioso!

Se não apreciarem coelho, podem perfeitamente usar outra carne (imagino que uns cubos de carne de vaca nesta marinada devem ficar igualmente deliciosos).

Ingredientes
➜ 1 coelho
➜ 3 dentes de alho
➜ 2 c.chá de carqueja
➜ 1 c.chá de zimbro
➜ 1 c.chá de pimentão
➜ 2 Folhas de louro
➜ 500ml de vinho tinto
➜ 1 c.chá de alecrim
➜ 1 ramo de tomilho
➜ Azeite qb
➜ Sal e Pimenta a gosto
➜ 2 cebolas
➜ 2 tomates (ou em alternativa 200g de tomate cereja).

Modo de Preparo:
1) Começamos pela marinada que deverá ser preparada, idealmente de um dia para o outro (ou no mínimo com 4 horas de antecedência).  Cortamos o coelho em partes menores e dispomos numa tigela de vidro. Picamos os alhos e adicionamos ao coelho. Juntamos a carqueja, o zimbro, o pimentão o louro, o vinho tinto, o alecrim e tomilho, um fio de azeite e sal e pimenta a gosto, misturamos bem, para que os sabores fiquem bem incorporados e cobrimos a tigela com plástico filme. Guardamos a matinada no frigorífico até ao momento de usar.
2) Passado o tempo de marinar, num tacho colocamos um fio generoso de azeite, e adicionamos as cebolas picadas. Levamos a refogar até que a cebola fique translúcida, juntamos os tomates sem pele e o coelho (sem a marinada para já), deixando que o coelho frite um pouco no refogado.
3) Adicionamos então o líquido da marinada e cobrimos o que faltar do coelho com água, de forma a que fique submerso em líquido, deixando cozinhar por cerca de 45 minutos. Deixamos o coelho cozinhar até que apure e parte do líquido evapore (rectificar temperos se necessário).
4) Servir o coelho com batata cozida e pão torrado ou frito (consoante a preferência).




3 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Bolos,

Bolo de merengue de chocolate & manteiga de amendoim

09:00:00 Ana Filipa Costa 9 Comments


Este bolo é impróprio para cardíacos! 😊

Brincadeiras à parte, este é sem dúvida um bolo muito pecaminoso e guloso, para uma ocasião especial.
Foi a minha escolha para celebrar o aniversário do meu irmão. Uma combinação de chocolate, merengue e manteiga de amendoim, melhor é quase impossível! 

Apesar do seu aspecto complexo, é relativamente fácil de preparar e faz um vistão em qualquer mesa!

A receita é do Jamie Oliver. Se apreciam chocolate e manteiga de amendoim, recomendo vivamente que experimentem!

E porque hoje é dia de São Valentim, porque não mimarem a vossa cara-metade com este pequeno pecado? 💗

Ingredientes:
➔ 275g de manteiga à temperatura ambiente + qb para untar
➔ 100g de chocolate negro + qb para decorar
➔ 275g de açúcar amarelo
➔  5 ovos grandes
➔ 100g de miolo de amêndoa ralado
➔ 175g de farinha de trigo tipo 55 com fermento
➔ 2c.sopa de cacau em pó
➔ 1c.chá de fermento em pó
➔ 150ml de leite
➔ 200g de açúcar branco
➔ 6 c.sopa de manteiga de amendoim com pedaços
➔ 200ml de natas
➔ 200ml de iogurte grego
➔ 2c.sopa de óleo de amendoim
➔ 1 pitada de sal

Modo de Preparo:
1) Pré-aquecer o forno a 170ºC. Untar com manteiga e forrar com papel vegetal a base de duas formar redondas de 23cm.
2) Derreter o chocolate em banho-maria e reservar.
3) Bater a manteiga com o açúcar amarelo até obter uma mistura pálida, juntando depois um dos ovos e incorporando bem. 
4) Separar as claras das gemas dos restantes ovos e reservar as claras.
5) Á mistura de manteiga, juntar as restantes gemas e a amêndoa e bater para combinar.
6) Numa taça misturar a farinha com fermento, o cacau e o sal e envolver bem. A esta mistura juntar o leite, o chocolate derretido e a mistura de manteiga. Envolver tudo muito bem e distribuir a mistura pelas duas formas.
7) Para preparar o merengue, bater as claras em castelo e incorporar gradualmente o açúcar branco.
8) Numa outra taça, junte 6 c.sopa de merengue com 4 c.sopa de manteiga de amendoim e envolva na massa de bolo nas formas, com o auxílio de um garfo para dar um efeito marmoreado. Deitar o resto do merengue sobre os bolos espalhando-o numa camada uniforme.
9) Levar ao forno por 35 minutos e passados 10 minutos,  cobrir os bolos com papel alumínio deixando cozer até que estejam firmes ao toque e um palito inserido no centro de cada um dos bolos saia limpo.
10) Deixar os bolos na forma por 5 minutos antes de desenformar e deixar arrefecer completamente.
11) Bater as natas em ponto de chantilly e envolver depois o iogurte. Numa outra taça, combinar a restante manteiga de amendoim com o óleo de amendoim.
12) Para a montagem, deitar metade do creme de natas sobre cada bolo, regar cada uma das partes com o molho de manteiga de amendoim e colocar um bolo sobre o outro. Polvilhar com chocolate negro ralado e servir.







9 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Bimby,

Pão entrançado de beterraba com sementes de sésamo pretas

09:00:00 Ana Filipa Costa 6 Comments


Há mesmo muito tempo que andava para experimentar fazer um pão deste género. Se não estou em erro, a primeira vez que provei um pão de beterraba foi na Padaria Portuguesa, e desde então quis tentar algo do género em casa.

A ocasião surgiu quando, por duas semanas consecutivas, o cabaz de frutas e legumes que compro aqui para casa trouxe algumas beterrabas. Gosto de as usar em batidos e saladas mas lembrei-me do pão que estava há já tanto tempo em espero e meti as mãos na massa!

Optei por uma versão em que o puré da beterraba vai em cru para a massa, a consequência disso é um sabor mais forte da beterraba, por isso mesmo, deixo já aqui duas notas:

1ª - se não apreciarem o sabor muito intenso da beterraba, cozam-na antes de a transformar em puré (a desvantagem será um pão com uma cor menos rosada).
2ª - o sabor da beterraba sente-se mais quando o pão está quente, por isso aconselho a que esperem que arrefeça antes de comerem.

Resultou num pão diferente, mas que me agradou bastante, por fora com uma crosta estaladiça, por dentro denso, intenso, húmido e a cor... de encher o olho!
Recomendo que provem, caso apreciem, com queijo creme e uma fatia de salmão fumado, fica absolutamente delicioso!😍

Ingredientes:
➙ 325g de puré de beterraba (beterraba crua sem a casca)
➙ 100g de água
➙ 1 c.sopa rasa de açúcar mascavado
➙ 1 + 1/2 c.sopa de azeite
➙ 10g de fermento de padeiro seco
➙ 500g de farinha de trigo integral (poderá ser necessário adicionar um pouco mais para facilitar o processo de modelagem da trança)
➙ 1 c.chá de sal fino
➙ sementes de sésamo pretas, a gosto

Preparo - Modo Tradicional:
1) Começar pelo puré de beterraba, descascando as beterrabas, cortando-as em quadrados pequenos e triturando até obter um puré, com o auxílio de um processador de comida. Reservar.
2) Amornar a água, e à mesma juntar o açúcar, o azeite e o fermento. Misturar bem e deixar a mistura repousar uns 10 minutos.
3) Numa tigela grande, misturar a farinha com o sal e aos poucos adicionar o puré de beterraba e a mistura de água.
4) Amassar bem a mistura até que a massa fique elástica (devido ao uso do puré de beterraba, é expectável que a mistura fique um pouco húmida e ligeiramente pegajosa, não caiam na tentação de adicionar muito mais farinha do que a estipulada na receita).
5) Deixar a massa repousar/levedar em local morno por pelo menos uma hora.
6) Polvilhar uma superfície de trabalho lisa com farinha e dividir a massa em três parte iguais. Com cada uma das três partes formar um rolo (procurem que os rolo fiquem todos uniformes no tamanho e espessura).
7) Juntar as 3 pontas dos rolos e começar a formar uma trança. Quando a trança estiver formada, ocultar as pontas por baixo da própria trança afim de lhe dar um aspecto mais aprumado. Polvilhar com sementes de sésamo pretas a gosto e colocar a trança sobre um tabuleiro de forno forrado com papel vegetal. Deixar repousar em local morno por 30 minutos antes de levar ao forno a 200ºC por pelo menos 40 minutos (coloquem no fundo do forno uma taça com água para garantir que o pão fica com o ponto de humidade certo.
8) Esperar que o pão arrefeça completamente antes de cortar.

Preparo - Com robot de cozinha:
1) Começar pelo puré de beterraba, descascando as beterrabas, cortando-as em quadrados pequenos, colocando no copo e programando 30 segundos, velocidade 6, raspando as paredes do copo e programando mais 30 segundos velocidade 9. Reservar.
2) Sem lavar o copo, adicionar a água, juntar o açúcar, o azeite e o fermento e programar 1 minuto, 37ºC, velocidade 1. Deixar a mistura repousar no copo por 10 minutos.
3) Adicionar a farinha com o sal, o puré de beterraba e a mistura de água.
4) Programar 5 minutos, velocidade espiga (devido ao uso do puré de beterraba, é expectável que a mistura fique um pouco húmida e ligeiramente pegajosa, não caiam na tentação de adicionar muito mais farinha do que a estipulada na receita).
5) Deixar a massa repousar/levedar em local morno por pelo menos uma hora.
6) Polvilhar uma superfície de trabalho lisa com farinha e dividir a massa em três parte iguais. Com cada uma das três partes formar um rolo (procurem que os rolo fiquem todos uniformes no tamanho e espessura).
7) Juntar as 3 pontas dos rolos e começar a formar uma trança. Quando a trança estiver formada, ocultar as pontas por baixo da própria trança afim de lhe dar um aspecto mais aprumado. Polvilhar com sementes de sésamo pretas a gosto e colocar a trança sobre um tabuleiro de forno forrado com papel vegetal. Deixar repousar em local morno por 30 minutos antes de levar ao forno a 200ºC por pelo menos 40 minutos (coloquem no fundo do forno uma taça com água para garantir que o pão fica com o ponto de humidade certo.
8) Esperar que o pão arrefeça completamente antes de cortar.





6 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)