Dicas,

Salmão com legumes, em papelote [receita em vídeo]

22:18:00 Ana Filipa Costa 8 Comments



De todos os peixes que já provei, a dourada e o salmão estão entre os meus favoritos, o salmão especialmente é presença assídua aqui em casa.

A maior parte das vezes comemos grelhado, mas também é comum prepara-lo no forno, barrado com um pouco de maionese e mostarda, ou gratinado com natas e cogumelos (receita aqui) ou com laranja e mel (receita aqui).

Hoje trago-vos uma outra forma de o preparar, simples e saudável (cozinhado a vapor e com pouca gordura). Cozinhar peixe em papillote (um nome pomposo para um conceito tão simples), não só é mais saudável como deixa o peixe suculento e muito saboroso.

Uma das coisas que mais aprecio neste prato é o toque ligeiramente ácido do limão, mas caso não apreciem, recomendo que reduzam a quantidade do mesmo ou omitam da receita.

Uma sugestão deliciosa para preparar durante a semana, onde o tempo é pouco mas a vontade de comer bem e de forma simples impera.



Pequenas dicas para obter os melhores resultados na confecção deste prato:

⇾ se optarem por usar salmão congelado, permitam que o mesmo descongele completamente antes de usar, assim evitam excesso de água dentro dos papillote e o resultado será um peixe com sabores mais apurados.

⇾ fechem bem cada um dos embrulhos para garantir que o vapor não sai durante a cozedura e que nenhum líquido é perdido.

⇾ se optarem por molho de soja ao invés de molho de peixe, moderem a quantidade de sal usada uma vez que o molho de soja é bastante salgado.

Esta receita foi desenvolvida em parceria com a Hoover.

Ingredientes:

  • 6 postas de salmão
  • 1 courgette
  • 1 limão
  • 1 cebola roxa
  • 1 chávena de tomates cherry
  • molho de peixe (ou molho de soja em substituição)
  • azeite
  • sal e pimenta a gosto
  • alho em pó a gosto
  • um raminho de tomilho fresco
  • sementes de sésamo (opcional)
Modo de preparo:
  1. Começar por preparar todos os legumes para tornar o processo de montagem do embrulho mais célere, cortando a courgette em meias luas finas,  o limão em rodelas finas e posteriormente em quartos, a cebola roxa em pedaços grosseiros e os tomates em metades. 
  2. Cortar 6 folhas de papel vegetal em formato rectangular, grandes o suficiente para acomodarem o peixe e legumes e permitirem a criação de um embrulho.
  3. No centro da folha de papel vegetal colocar alguns pedaços de courgette e dois pedaços de limão, temperar com sal e um pouco de alho em pó. Adicionar o peixe, temperando com sal, alho em pó e pimenta a gosto e regar com 2 c.chá de molho de peixe. Sobre o peixe dispor um punhados de tomates e um pouco de cebola. Colocar mais um pedaço de limão e uns raminhos de tomilho fresco.
  4. Unir as pontas da folha de papel vegetal dobrando para formar um embrulho (ver o vídeo para mais detalhes).
  5. Repetir os passos 3 e 4 para as restantes folhas de papel.
  6. Levar os embrulhos ao forno a 180 ºC (no forno Hoover a opção de aquecimentos superior e inferior com ventilador) por cerca de 35 minutos.
  7. Servir quente, decorando com sementes de sésamo e acompanhamento a gosto.




8 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Acompanhamento,

Arancini (bolinhos de arroz recheados)

07:50:00 Ana Filipa Costa 10 Comments



Desde que vi este bolinhos de arroz, arancini ou arancino, no Blog Deliciosa Paparoca, da querida Susana, fiquei rendida e decidi que tinha de experimentar!

O nome destes bolinhos tem origem na palavra italiana arrancia, que significa laranja, devido à sua semelhança com o fruto.
Consta que terá nascido na Sicília e terá sido inspirado pelos Árabes que habitaram a região e consumiam arroz e açafrão com ervas e carne. A parte panada foi introduzida posteriormente como  forma de preservar por mais tempo os bolinhos, quando fosse necessário transportá-los, em viagem, na caça ou no trabalho no campo.

A receita original podem consultar na íntegra aqui. Fiz metade da receita e a única coisa que modifiquei foi o recheio pois não tinha exactamente os mesmo ingredientes que a versão original pede.

Resultam numa entrada deliciosa!
Como os fiz um pouco grandes demais, acabei por transforma-los de entrada em refeição principal, uma vez que se revelaram bastante saciastes, por isso fica a dica, se os quiserem servir como entrada, façam bolinhas mais pequenas.

Recomendo vivamente que experimentem, são deliciosos!

Ingredientes:
  • 1 chávena de arroz carolino
  • 2 cebolas pequenas
  • 2 cravinhos
  • 1 c.chá de açafrão em pó 
  • 35g de queijo Parmesão
  • 1 c.sopa de manteiga
  • 1 mozzarella dividida em pequenos cubos ou 10 bolinhas de mozarella 
  • 1 lata de atum 
  • 4 pedaços de tomate seco em azeite
  • 1 c.sopa de azeite
  • 1 dente de alho 
  • 1 c.chá de oregãos
  • 2 ovos, 1 chávena de pão ralado e 1 de farinha para panar 
  • Óleo para fritar

Modo de Preparo:
  1. Cozer o arroz, durante 15 minutos, em água e sal, com uma cebola espetada com cravinhos e o açafrão. 
  2. Depois de cozido, escorrer o arroz, retirar a cebola e juntar a manteiga e o queijo ralado. Deixar arrefecer completamente. 
  3. Numa frigideira adicionar o azeite, a cebola picada e o alho laminado. Quando a cebola estiver translúcida, juntar o atum, o tomate seco picado e os oregãos. Misturar bem até que todos os ingredientes estejam incorporados, desligar o lume e deixar arrefecer.
  4. Para montar os arancini: envolver cada cubo ou bolinha de mozzarella num pouco do recheio, depois envolver em arroz e moldar com a palma das mãos até formar uma bola mais ou menos do tamanho da palma da mão "em concha". Por fim passar as bolas por farinha, ovo e pão ralado duas vezes. 
  5. Fritar em óleo a 175º até os arancini estarem dourados. Servir quentes.



10 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Bolos,

Bolo Mármore na Caneca [receita em vídeo]

00:17:00 Ana Filipa Costa 8 Comments


Os bolos de caneca são super práticos e rápidos!
São a escolha certa para aqueles momentos de gula repentinos. E a melhor parte é que, por serem pequenos, satisfazem a gulodice do momento e não sobram para outros dias.

Esta receita dá perfeitamente para duas pessoas, e se lhe juntarem uma bola de gelado em cima, quando ainda está quentinho, ficam com uma sobremesa deliciosa!

Já partilhei convosco uma outra receita de bolo de caneca, que podem consultar aqui: Bolo de Laranja na Caneca.

O fim-de-semana pede um bolinho e este, em tamanho mini, é a medida certa!😊



Esta receita foi desenvolvida em parceria com a Hoover.

Ingredientes:
  • 1 ovo
  • 3 c.sopa de açúcar
  • 1 c.sopa de natas líquidas
  • 2 c.sopa de avelãs moídas
  • 5 c.sopa de farinha
  • 1/2 c.chá de fermento
  • 30g de manteiga amolecida
  • 3 quadrados de chocolate derretido
  • pepitas de chocolate

Modo de Preparo:
  1. Numa tigela misturar o ovo com o açúcar, adicionar as natas, as avelãs a farinha, o fermento e a manteiga e envolver bem.
  2. Separar um terço da massa, e a esse um terço adicionar o chocolate derretido e as pepitas, mexendo bem.
  3. Numa caneca, alternar colheradas de massa branca com massa de chocolate até que terminem ambas as massas.
  4. Levar ao microondas, na potência de 800W, por 1 minuto e 40 segundos.





8 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Restaurantes

The B Temple - Workshop de carne Black Angus

09:00:00 Ana Filipa Costa 9 Comments


Na passada 3ª feira (21/02/17) fui convidada a conhecer o restaurante The B Temple e assistir a um Workshop de carne Black Angus, pelas mão do Chef Ricardo Serrão.

Aprendi alguns dos segredos destes deliciosos hambúrgueres, observando de perto o passo-a-passo da sua preparação.

Chef Ricardo Serrão
O proprietário, Zahari Markov, explicou que decidiu abrir o espaço pois adorava comer um bom hambúrguer e não se satisfazia com os das diversas cadeias de fast food.
Depois de receber bastantes elogios aos hambúrgueres que preparava em casa para familiares e amigos, aventurou-se no agora The B Temple, e em muito boa hora o fez!


Uma das particularidade é que no The B Temple, a carne é toda de Black Angus, presente em hambúrgueres e pregos que são servidos em pão de brioche ou bolo do caco.
A carne é uma verdadeira delícia, tenra, saborosa e muito suculenta, uma excelente matéria prima para os afamados pregos e hambúrgueres.

Para quem não consome carne, há também uma excelente opção vegan, um hambúrguer feito de grão, courgette, cebola, cogumelos e pimentos, uma maravilha.




Outra das particularidades deste restaurante é que fica nas caves da Basílica de Nossa Senhora dos Mártires, e tem uma decoração renovada e super original. Pelas paredes e mesas encontramos citações inspiradoras e divertidas e o ambiente é super acolhedor.

Um espaço muito bem pensado para receber quem o visita.






Tive a oportunidade de provar a carne simples, grelhada e temperada apenas com sal e uma mistura de alho e ervas, e pude perceber o quão saborosa, tenra e suculenta é. 

Para além disso, provei também 5 dos hambúrgueres e pregos disponíveis no menu, um deles o vegan (que por lapso não fotografei).
Gostei particularmente da combinação do hambúrgueres Pecado e Gluttony. De entre as duas opções (hambúrgueres e pregos) sem desprimor para os pregos que estavam óptimos, preferi os hambúrgueres, pela sua textura e sabor que me surpreenderam pela positiva.

Explicaram-me que a carne usada nos hambúrgueres é processada uma única vez o que lhe confere uma textura única e mais leve do que as usualmente encontradas em carnes de hambúrguer.
Por preferência do Chef, e de forma a realçar o sabor da carne,os  hambúrgueres e pregos são servidos sem molhos, e com ingredientes frescos como os tomates, os cogumelos e as courgettes.
A opção de adicionar molhos fica ao critério do cliente.

Acompanhei ainda o processo de confecção da cebola caramelizada usada no The B Temple, feita com vinho do porto, que combina lindamente com a carne de Black Angus,

Hambúrguer Pecado 
Hambúrguer Gluttony
Prego Edam&Eva 
Prego Pregunto
Para finalizar, satisfiz a gula com um pecaminoso bolo de chocolate, com nozes caramelizadas e cobertura de nuttela, um dos favoritos da casa e... diria que a imagem falam por si 😊

Sem dúvida uma experiência muito interessante num espaço onde se nota a atenção a cada pormenor e se prima por produtos de excelência.
Recomendo vivamente uma visita, da minha parte, certamente voltarei!

The B Temple Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato 

9 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Bimby,

Pão de banana e figos, saudável e sem açúcares adicionados

23:20:00 Ana Filipa Costa 16 Comments



Tenho alguns Chef's de eleição, cujas receitas procuro recriar, primeiro porque se enquadram ao meu estilo de cozinhar/comida e segundo porque sei que vão sair bem de certeza.

Um desses Chef's é sem dúvida o Jamie Oliver. As receitas dele são sempre saborosas e o melhor de tudo é que saem sempre bem!
Tem um estilo descomplicado, quase rústico, de cozinhar e percebe-se o respeito que tem por cada ingrediente que usa na suas receitas.

Este pão de banana é de um dos seus mais recentes livros "Receitas Saudáveis".
Na verdade, pela sua consistência, diria que é mais um bolo do que um pão, com a vantagem de ser saudável e não ter açúcares adicionados. A componente doce vem das bananas e dos figos.

Tive que fazer umas pequenas alterações à receita original pois não tinha alguns dos ingredientes, mas ainda assim gostei bastante do resultado final.
Um pão/bolo repleto de sabor, saciante, com uma textura densa, quase cremosa, em que as sementes de papoila e as próprias sementinhas dos figos secos dão uma leve crocância que se sente em cada dentada.
Um pão a repetir, sem dúvida.

Ingredientes:
250g de figos secos
75ml de óleo de colza (usei de côco)
125g de iogurte natural (usei grego de morango)
1 c.sopa de extrato de baunilha
4 bananas maduras
2 ovos
150g de farinha integral com fermento (usei farinha de centeio integral)
1 c.chá de fermento em pó
100g de miolo de amêndoa moído
1 c.sopa de sementes de papoila
1/2 c.chá de açafrão em pó
1 maçã (usei maçã verde)
50g de miolo de amêndoa com pele

Preparo - Modo Tradicional:

  1. Pré-aquecer o forno a 180ºC.
  2. Humedecer uma folha de papel vegetal e com ela forrar uma forma rectangular.
  3. No processador ou liquidificador, colocar 200g de figos, óleo, iogurte, extracto de baunilha, as bananas e os ovos e triturar até obter uma mistura cremosa e homogénea. Adicionar a farinha, fermento, miolo de amêndoas e açafrão, misturando bem mas não em demasia.
  4. Ralar a maçã e adicionar à mistura envolvendo bem.
  5. Deitar a mistura na forma e espalhar uniformemente. Cobrir com os restantes figos e espalhar as 50g de amêndoas cortadas.
  6. Levar ao forno durante 35 a 40 minutos ou até o pão estar dourado e cozido. Transferir para uma grelha para arrefecer.
  7. Conserva-se em recipiente hermético por 2 ou 3 dias.

Preparo - Com robot de cozinha:




  1. Pré-aquecer o forno a 180ºC.
  2. Humedecer uma folha de papel vegetal e com ela forrar uma forma rectangular.
  3. No copo, colocar 200g de figos, óleo, iogurte, extracto de baunilha, as bananas e os ovos e programar 1 minuto, velocidade 6. Adicionar a farinha, fermento, miolo de amêndoas e açafrão e programar 30 segundos, velocidade 4.
  4. Ralar a maçã e adicionar à mistura envolvendo com o auxílio de uma espátula.
  5. Deitar a mistura na forma e espalhar uniformemente. Cobrir com os restantes figos e espalhar as 50g de amêndoas cortadas.
  6. Levar ao forno durante 35 a 40 minutos ou até o pão estar dourado e cozido. Transferir para uma grelha para arrefecer.
  7. Conserva-se em recipiente hermético por 2 ou 3 dias.


16 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Carne,

Nuggets de Frango com polme de amendoim e salada de batata

00:02:00 Ana Filipa Costa 8 Comments


O que me dizem de aproveitar o fim-de-semana para fazer uma refeição deliciosa e que vai fazer as delícias dos miúdos e dos graúdos?

Nuggets é o tipo de petisco que costuma agradar a todos e estes, com o toque do amendoim, ficam chocantes e com um sabor delicioso!
Os amendoins que usei são da Lorenz, revestidos com uma camada estaladiça e bem temperados, o que torna a camada exterior destes Nuggets mais gulosa.




Para acompanhar, escolhi uma salada de batata, simples de preparar e uma verdadeira delícia.
Como não poderia deixar de ser, acompanhei ainda estes Nuggets com molho barbecue da Heinz, o meu molho de eleição para petiscos deste género.

Uma refeição de inspirações americanas, para ser degustada em família ou entre amigos.

Bom fim-de-semana! :)

Ingredientes:
Nuggets

  • 4 peitos de frango desossados e sem pele
  • 2 embalagens de amendoins cobertos (usei Nick Nack's da Lorenz)
  • 2 ovos
  • 1 chávena de farinha
  • sal e pimenta a gosto
  • 1 c.sopa de paprika fumada (podem substituir por pimentão doce em pó)
  • cebola e alho em pó
  • Óleo para fritar

Salada de batata

  • 4 batatas
  • 3 c.sopa de maionese
  • 2 c.sopa de iogurte grego
  • 1 c.sopa de mostarda dijon
  • 1 talo de aipo
  • sal a gosto
Modo de preparo:
Começar por cortar os peitos de frango em pedaços pequenos
Temperar com sal e pimenta a gosto, cebola e alho em pó e uma pitada de paprika fumada. Reservar.
Triturar grosseiramente os amendoins e reservar.
Descascar as batatas, lavar e cortar em cubos, levando a cozer em água e sal. Depois de cozidas, escorrer a água e reservar.
Preparar a linha de montagem para os Nuggets, começando por colocar os ovos (batidos) numa tigela, noutra tigela a farinha (temperando com um pouco de paprika e alho em pó) e numa terceira os amendoins triturados.
Passar os pedaços de carne primeiro pelo ovo, em seguida pela farinha, novamente pelo ovo e por fim nos amendoins.
Levar a fritar em óleo quente, cada um dos pedaços de carne, deixando escorrer em papel de cozinha depois de fritos para escorrer o excesso de gordura.
Para finalizar a salada de batata, misturar numa tigela a maionese com o iogurte, a mostarda o aipo picado e o sal a gosto. Envolver as batatas e salpicar generosamente com cebolinho picado.
Servir a salada de batatas com os nuggets.






8 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Hoover,

Creme de Cenoura no Microondas [Receita em Vídeo]

23:57:00 Ana Filipa Costa 12 Comments


Não há nada mais reconfortante do que um prato de sopa, quentinho, em dias de Inverno.
Pessoalmente prefiro as sopas cremosas e aveludadas, por isso são as que faço com mais frequência aqui em casa.

Há variadas formas de preparar sopas desde a forma mais tradicional, no fogão, como em robot de cozinha, ou no forno (assando os legumes), mas a sugestão de hoje foi preparada no meu microondas Hoover, e tenho a dizer que adorei! É prático e descomplicado e o sabor é delicioso!
Para sopas cremosas, o microondas é uma opção fantástica, recomendo vivamente.



Vocês costumam fazer sopas no microondas? São da equipa sopas cremosas? 😊
Sirvam-se de uma tigela desta sopa, aconcheguem-se numa manta e desfrutem em boa companhia!

Esta receita foi desenvolvida em parceria com a Hoover.


Ingredientes:
  • 700g de cenouras
  • 500g de batatas
  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho
  • 1 cubo de caldo de legumes
  • sal a gosto
  • água
  • pimenta a gosto
  • salsa a gosto
  • 1 fio de azeite
Modo de Preparo:
  1. Lavar bem as cenouras e as batatas, descascadas-las e cortar em pedaços pequenos.
  2. Descascar uma cebola e cortar em pedaços pequenos.
  3. Descascar os dentes de alho e fatiar.
  4. Colocar todos os legumes num recipiente próprio para microondas, cobrir com água, temperar com sal a gosto e juntar o caldo de legumes. Tapar e levar ao microondas, programando 12 minutos na potência máxima (no microondas Hoover programar A3 + b4 + 500g), mexer o preparado e programar mais 10 minutos (no microondas Hoover programar A3 + b4 + 250g)  Poderá ser necessário programar mais alguns minutos, caso a cenoura ou batatas ainda não estejam cozidas.
  5. Depois de pronto, triturar a sopa até obter um creme liso e homogéneo, rectificar os temperos adicionando um pouco de pimenta.
  6. Servir quente, regando com um fio de azeite e salpicando um pouco de salsa picada.



12 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Parcerias,

Farófias gulosas..para saborear a dois ❤

08:18:00 Ana Filipa Costa 22 Comments


Ah as farófias... o que eu gosto disto! 😋
Eu gosto mas a minha cara metade ADORA! Cada vez que eu faço farófias é uma festa, acho que não se importava de comer disto todas as semanas e eu até entendo porquê...à semelhança do molotov, esta sobremesa é leve e de sabores harmoniosos, e é a escolha acertada para complementar uma refeição mais elaborada e até mais pesada.
Para além disso, é sempre uma forma deliciosa de aproveitar aquelas claras que estão esquecidas no frigorífico/congelador.

Há uns dias recebi em casa uma caixa de bombons Baci (obrigada Jerónimo Martins pela deliciosa oferta!), e pensei em usá-los numa sobremesa como sugestão para o dia dos namorados.
De imediato imaginei-os num bolo, mas depois lembrei-me que tinha umas claras no frigorífico, que sobraram de outros preparos, e como ainda não tinha partilhado por aqui a minha receita de farófias, decidi-me por elas. E sendo esta a sobremesa de eleição do meu "namorido", achei que a escolha da sobremesa para o dias dos namorados não podia ser a mais acertada.

Os bombons são a adição gulosa. Como no seu recheio têm pedacinhos de avelã, ao despedaçá-los sobre as farófias, conferimos uma textura especial às mesmas para além de que tornam a apresentação da sobremesa muito mais apetecível.

Mimem que amam com esta deliciosa sobremesa.

Para os mais curiosos, deixo-vos a história da origem dos bombons Baci.

Baci tem uma história de amor deliciosa, que nasce em Perugia, uma cidade medieval no coração de Itália. Tudo começou quando uma jovem chocolateira criou um bombom especial para o seu amado. O confeito, originalmente chamado cazzotto (murro) pela sua forma de punho, foi embrulhado numa carta de amor, que ainda hoje faz de Baci um bombom único. Tudo era perfeito, excepto o nome... Requintado e doce como um beijo, um bacio (em italiano), Baci adquiriu assim o seu nome. Esta romântica história de amor italiana é a origem de Baci, ícone de qualidade e símbolo de excelência e paixão. Um beijo é a essência de qualquer história de amor, e Baci é um simples gesto cheio de emoções, intemporal e infinito. "É a alegria de oferecer e o prazer de receber".




Ingredientes:

  • 6 claras
  • 2 ovos
  • 1 litro de leite
  • 10 c.sopa de açúcar
  • 1 casca de limão
  • 1 pau de canela
  • essência de baunilha
  • 1 c.sopa de amido de milho
  • Bombons Baci


Modo de preparo:

  1. Numa panela, colocar o leite, 4 c.sopa de açúcar, a casca de limão, o pau de canela e o aroma de baunilha e levar ao lume médio, até que comece a fervilhar, mexer para garantir que o açúcar está dissolvido e reduzir o lume para brando.
  2. Entretanto, numa tigela, colocar as 8 claras (reservar as duas gemas) e bater até que comece a formar picos. Nessa altura adicionar 6 colheres de sopa de açúcar e bater bem até que as claras fiquem fofas e firmes.
  3. Descartar a casca de limão e o pau de canela e cozinhar no leite colheradas da mistura de claras (cerca de 1 minuto de cada lado).  Escorrer as farófias cozidas, e dispo-las numa travessa ou taças individuais. Verão que, à medida que vão cozinhando as claras, o leite vai reduzindo sendo que no fim, terá reduzido para cerca da metade. Depois de cozidas as claras, com o restante leite vamos preparar o creme que servirá de cobertura.
  4. Às gemas reservadas, adicionar 3 a 4 colheres de sopa do leite e mexer bem para temperar as gemas. Adicionar em seguida o amido de milho, envolvendo bem de forma a dissolver todo o amido.
  5. Juntar esta mistura de gemas e amido ao leite fervente (ainda em lume brando) e misturar bem até que a comece a engrossar, cerca de 1 minuto.
  6. Dispor o creme sobre as farófias e deixar arrefecer antes de salpicar com os bombons Baci despedaçados.





22 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)