Bimby,

Areias de Cascais. Biscoitos fáceis, rápidos e deliciosos! [Receita em vídeo]

08:30:00 Ana Filipa Costa 7 Comments


Esta é uma receita que merece lugar cativo naquele caderninho de receitas que quase toda a gente tem 😊

São uns biscoitinhos super simples, quer no preparo quer nos ingredientes (diria que todos os elementos que constam desta receita, estão presentes na casa de qualquer um), são muito saborosos e duram bastante tempo, desde que bem acondicionados.

Para além disso, dão ótimas prendas (Natal ou pequenas lembranças).

Quem é que não aprecia um biscoitinho seco, a acompanhar o café? É o complemente perfeito.

Fiz bolinhas pequenas, que se comem em duas dentadas, mas podem fazer biscoitos um pouco maiores. Para o tamanho que fiz, esta receita rendeu 40 biscoitos.

Experimentem e digam-me se tenho ou não razão, ao dizer que este biscoitos são deliciosos 😊



Ingredientes:
→ 300g de farinha
→ 150g de açúcar + 1/2 chávena para cobertura
→ 200g de manteiga
→ raspa de 1 limão
→ 1 pitada de sal
→ 1 c.chá de canela

Preparo - Modo Tradicional:
1) Peneirar a farinha para uma tigela grande.
2) Adicionar 150g de açúcar, a manteiga cortada em pedaços, as raspas de limão e a pitada de sal.
3) Misturar com os dedos, permitindo que o calor das mãos amoleça a manteiga. Pretendemos uma massa arenosa (como poderão ver no vídeo), mas que quando apertada, mantenha a sua forma.
4) Pré-aquecer o forno a 190ºC.
5) Forrar um tabuleiro de forno com papel vegetal e sobre o papel, dispor bolinha de massa (fiz bolinhas um pouco mais pequenas que bolas de golfe), deixando algum espaço entre cada uma.
6) Levar os biscoitos ao forno por 20 minutos (até dourarem ligeiramente).
7) Misturar a 1/2 chávena de açúcar com a canela e passar cada biscoito, ainda quente, sobre esta mistura.
8) Deixar os biscoitos arrefecerem completamente para depois armazenar num recipiente hermético.

Preparo - Com robot de cozinha:
1) Peneirar a farinha para copo e adicionar 150g de açúcar, a manteiga cortada em pedaços, as raspas de limão e a pitada de sal. Programar 30 segundos, velocidade 6.
2) Pré-aquecer o forno a 190ºC.
3) Forrar um tabuleiro de forno com papel vegetal e sobre o papel, dispor bolinha de massa (fiz bolinhas um pouco mais pequenas que bolas de golfe), deixando algum espaço entre cada uma.
4) Levar os biscoitos ao forno por 20 minutos (até dourarem ligeiramente).
5) Misturar a 1/2 chávena de açúcar com a canela e passar cada biscoito, ainda quente, sobre esta mistura.
6) Deixar os biscoitos arrefecerem completamente para depois armazenar num recipiente hermético.





7 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Bimby,

Pão de banana com cacau e nozes #omelhordesempre

09:27:00 Ana Filipa Costa 12 Comments


Este é, de longe, o melhor pão de banana que comi até hoje!
A receita nasceu de uma experiência minha, e correu tão, mas tão bem, que não poderia deixar de partilhar convosco.

Já experimentei vários pães de banana, e a maioria deles não me agradava na totalidade. Ou sabiam demasiado a banana (de tal forma que chegava a enjoar), ou ficavam com uma consistência estranha (de bolo cru ou algo parecido).

Este ficou no ponto! Com uma textura húmida, fofo, saboroso é uma excelente forma de começar o dia e resulta num excelente lanche a meio da manhã ou da tarde. E o melhor de tudo é que é fazer tudo numa só tigela, colocar numa forma untada e já está! Mais simples que isto, é praticamente impossível!

Os ingredientes foram cuidadosamente escolhidos, e são os que usualmente temos em casa (possivelmente a excepção será a farinha de espelta, mas poderão substituir por farinha de trigo simples ou integral).

Eu sei que sou suspeita para falar, mas garanto que este pão é mesmo muito bom!
Já não há desculpa para deitar fora aquelas bananas que se encontram solitárias e bem madurinhas na fruteira (quanto mais madurinhas, melhor).😊



Ingredientes:
→ 2 bananas bem maduras
→ 1 c.chá de essência de baunilha
→ 2 ovos
→ 3/4 chávena de iogurte grego
→ 2 c.sopa de óleo de côco (ou outro óleo da vossa preferência)
→ 3 c.sopa de mel
→ 2 c.sopa de cacau em pó
→ 2 chávenas de farinha de espelta (ou farinha de trigo simples/integral)
→ 1 c.chá de fermento para bolos
→ 1/2 chávena de nozes picadas
→ Opcional: 2 c.sopa de pepitas de cacau (podem substituir por chocolate negro cortado em pedaços pequenos)

Preparo - Modo Tradicional:
1) Numa tigela grande, colocar as bananas descascadas e amassar com um garfo, até obter um puré.
2) Juntar a essência de baunilha, os ovos, o iogurte grego, o óleo de côco e o mel e misturar bem até obter uma mistura homegénea.
3) Juntar os restantes ingredientes, envolvendo bem
4) Verter a mistura para uma forma rectangular (das de bolo inglês) untada com manteiga ou óleo de côco, e polvilhada com um pouco de farinha. Se desejar pode salpicar com algumas nozes no topo da massa.
5) Levar ao forno, a 180ºC por cerca de 30 a 40 minutos ou até que, um palito de madeira inserido no meio do pão, saia limpo. Deixar arrefecer por completo antes de servir.

Preparo - Com robot de cozinha:
1) No copo colocar as bananas descascadas, a essência de baunilha, os ovos, o iogurte grego, o óleo de côco e o mel e programar 1 minuto, velocidade 3.
2) Juntar os restantes ingredientes, com excepção das nozes e as pepitas de cacau e programar, 30 segundos, velocidade 3. Adicionar as nozes e as pepitas de cacau e envolver com o auxílio de uma espátula.
3) Verter a mistura para uma forma rectangular (das de bolo inglês) untada com manteiga ou óleo de côco, e polvilhada com um pouco de farinha. Se desejar pode salpicar com algumas nozes no topo da massa.
4) Levar ao forno, a 180ºC por cerca de 30 a 40 minutos ou até que, um palito de madeira inserido no meio do pão, saia limpo. Deixar arrefecer por completo antes de servir.




12 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Entradas,

Folhados de queijo cabra com compota de maçã e nozes [Receita em vídeo]

09:00:00 Ana Filipa Costa 4 Comments


Esta é a receita de uma entrada super prática de preparar e muito saborosa.
O contraste do salgado do queijo com o doce da compota é divinal!

Podem substituir a compota de maçã por doce de abóbora, ou de frutos vermelhos, ou qualquer outro que tenham em casa e seja da vossa preferência.

É o tipo de receita super prática para presentear aquela visitas inesperadas.
Sucesso garantido 😊


Ingredientes:
→ 1 base de massa folhada rectangular
→ 180g de queijo cabra
→ compota de maçã (ou outra de preferência)
→ 6 nozes grosseiramente picadas
→ 1 ovo

Modo Preparo:
1) Estender a base de massa folhada e cortá-la em 6 quadrados iguais.
2) No centro de cada quadrado colocar uma colher bem cheia de compota de maçã, uma fatia grossa de queijo de cabra e salpicar com nozes picadas.
3) Juntar cada extremidade do quadrado no centro, firmando bem para unir as pontas.
4) Pincelar todos os quadrados com o ovo batido.
5) Distribuir os folhados num tabuleiro de forno forrado com papel vegetal, e levar ao forno, a 180ºC até dourar.




4 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Bimby,

Pãezinhos Rústicos

09:00:00 Ana Filipa Costa 7 Comments


Para mim, não há nada mais terapêutico que amassar massa de pão. Gosto de ver a transformação da massa, o processo de levedação e principalmente o resultado final, para além de que é uma óptima forma de aliviar o stress, a massa gosta de ser sovada e não se importa de levar uma ou outra pancadita 😊

O processo de confecção de pão caseiro não é complexo, mas requer algum tempo. Este é o tipo de receita que podem fazer de véspera, preparando o massa à noite, e deixando no frigorífico para cozer na manhã seguinte. É tudo uma questão de organização.

Eu aproveitei o fim-de-semana, que é quando geralmente tenho mais tempo livre, para fazer estes deliciosos pãezinhos que fizeram um sucesso!

São deliciosos ainda morninho com manteiga. E dão, já depois de amanhecidos, umas deliciosas torradas.


Ingredientes:
→ 360g de água
→ 11g de fermento de padeiro seco (ou 20g de fresco)
→ 550g de farinha tipo 65 (adicionem mais 15 a 20g de usarem do tipo 55) + qb para polvilhar
→ 1 c.sopa de açúcar
→ 1/2 c.chá de sal
→ Flocos de aveia e sementes a gosto para guarnecer (usei chia e linhaça)

Preparo - Modo Tradicional:
1) Amornar a água no micro-ondas (15 a 20 segundos, em potência máxima).
2) Adicionar à água o fermento e o açúcar e mexer para dissolver. Deixar repousar 10 minutos para que o fermento active (deverá formar bolhas na superfície, se tal não acontecer o fermento poderá já não estar próprio para uso).
3) Juntar a farinha e o sal e amassar vigorosamente. Se tiverem batedeira com gancho para massas de pão, amassem por cerca de 5 minutos, caso contrário amassem na mão até que a massa fique lisa, e elástica e que ao puxar, não se despedace, formando uma espécie de véu.
4) Polvilhar uma bacia com farinha e deixar a massa repousar, em local morno, até que dobre de volume (este passo é importante para que a massa não fique pesada).
5) Passado o tempo de repouso e levedação da massa, pré-aquecer o forno a 230ºC e forrar um tabuleiro de forno com papel vegetal, reservando.
6) Numa superfície enfarinhada, dividir a massa em 3 partes iguais, e envolver uma das partes em flocos de aveia, outra na sementes escolhidas, e a última manter simples.
7) Transferir cada uma das partes para o tabuleiro, moldar os pãezinhos e com uma faca fazer 3 a 4 golpes. Deixar os pães repousarem 30 minutos e levar ao forno (colocando no fundo do forno um pequeno recipiente com água para dar uma consistência mais estaladiça ao exterior do pão)  a 230ºC por 20 minutos. Retirar do forno e deixar arrefecer sobre uma rede.

Preparo - Com robot de cozinha:
1) Colocar no copo a água, o fermento e o açúcar e programar 1 minuto, 37ºC, velocidade 3.
2) Deixar repousar 10 minutos para que o fermento active (deverá formar bolhas na superfície, se tal não acontecer o fermento poderá já não estar próprio para uso).
3) Juntar a farinha e o sal e programar 4 minutos, velocidade espiga, até que a massa fique lisa, e elástica e que ao puxar, não se despedace, formando uma espécie de véu.
4) Polvilhar uma bacia com farinha e deixar a massa repousar, em local morno, até que dobre de volume (este passo é importante para que a massa não fique pesada).
5) Passado o tempo de repouso e levedação da massa, pré-aquecer o forno a 230ºC e forrar um tabuleiro de forno com papel vegetal, reservando.
6) Numa superfície enfarinhada, dividir a massa em 3 partes iguais, e envolver uma das partes em flocos de aveia, outra na sementes escolhidas, e a última manter simples.
7) Transferir cada uma das partes para o tabuleiro, moldar os pãezinhos e com uma faca fazer 3 a 4 golpes. Deixar os pães repousarem 30 minutos e levar ao forno (colocando no fundo do forno um pequeno recipiente com água para dar uma consistência mais estaladiça ao exterior do pão)  a 230ºC por 20 minutos. Retirar do forno e deixar arrefecer sobre uma rede.




7 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Pestiscana

O motivo do meu "sumiço" e a receita mais doce de sempre ❤

08:18:00 Ana Filipa Costa 10 Comments

Lembram-se quando há uns dias atrás disse-vos (pelo meu Instagram e Facebook) que existia uma razão por trás da minha ausência nas redes sociais e Blog?

Pois é... existe mesmo um motivo, o mais especial de sempre!
Vou ser mamã!! 💕

Está em curso a receita mais doce que alguma vez poderei preparar, e cada momento é único e especial 😊

Como mãe de primeira viagem, procuro aproveitar cada instante, e fascino-me com todas as pequeninas mudanças que vão surgindo no meu corpo, com cada novidade que a minha pequena bebé (sim é uma mini Petiscana! 😍) vai dando.

Não tenho palavras para descrever o quão feliz estou/estamos. Foi uma bebé muito desejada e que, mesmo ainda antes de nascer, já traz muita alegria aos nosso corações.


Esta nova fase da minha vida pediu um abrandamento do ritmo e eu não pensei duas vezes em tomá-lo. Os primeiros três meses foram passados com os característicos enjoos (se bem que apesar de tudo posso-me considerar sortuda pois não foram muito severos) o que fez com que a vontade de cozinhar tenha diminuido bastante, como poderão imaginar... Dos enjoos evoluiu para o sono, e qualquer tempo livre era uma ótima desculpa para uma soneca😊 Agora que estou praticamente no último trimestre, estou finalmente a voltar ao meu "normal" (excluímos da normalidade a barriguita que cresce a olhos vistos de semana para semana) ...

Hoje a partilha é diferente do habitual, preparada com os ingredientes mais especiais... uma dose grande de Amor... uma pitada de Carinho.... e uma mão cheia de Alegria, misturamos tudo com um pouco de açúcar e deixamos cozinhar em lume brando... sem pressas.  

Sei que quem me acompanha por aqui, irá certamente compreender este abrandamento de ritmo. O Blog não está esquecido, simplesmente adoptou um ritmo mais lento. 

Cozinhar é algo que considero muito prazeroso, e poder partilhar aquilo que cozinho dá-me uma enorme satisfação! Por isso as receitas continuarão a aparecer por aqui, com toda a certeza! 

Obrigada por estarem desse lado 💛

10 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Sobremesas

Pavlova com lemon curd e frutas

17:38:00 Ana Filipa Costa 8 Comments


Tenho andando desaparecida, não é verdade?
Por vezes é necessário abrandar o ritmo, desconectar e desfrutar do momento e não há nada de errado nisso... 😊

Esta minha ausência tem um bom motivo e em breve poderei partilhá-lo convosco!
Para me redimir, e para adoçar um pouco o vosso fim-de-semana, deixo-vos a receita desta maravilhosa pavlova.💛

Podem fazê-la já hoje, para o almoço de domingo, uma vez que ela requer algum tempo para arrefecer. Assim preparam também de véspera o lemon curd e no dia que a forem consumir, só precisam de montar e "voilá" uma sobremesa linda e digna de um almoço em família.

Podem usar outras frutas da vossa preferência, com as pavlovas, a imaginação é o limite!
Sejam rigorosos com o tempo e temperatura do forno, e resistam à tentação de abrir a porta do forno durante a cozedura, prometo que o resultado final vai compensar.

Tenham um doce e bom fim-de-semana 😊

Ingredientes:

Para a pavlova
➡ 5 ovos
➡ 250g de açúcar
➡ 1 pitada de sal
➡ 1 c.chá de fermento
➡ 1 c.sopa de vinagre
➡ 1 c.chá de essência de baunilha

Para o lemon curd
➡ 2 limões (sumo e raspa)
➡ 160g de açúcar
➡ 60g de manteiga

Cobertura
➡ Frutas a gosto (usei framboesas, nectarinas e maracujá)
➡ 200ml de natas para bater
➡ 2 c.sopa de açúcar

Preparo:

1) Vamos começar pela preparação da pavlova pré-aquecendo o forno a 130ºC.
2) Separar as claras das gemas, reservando as gemas.
3) Bater as claras, com uma pitada de sal, em neve até obter picos firmes.
4) Adicionar aos poucos o açúcar, o fermento, a essência de baunilha e o vinagre e bater por pelo menos 8 minutos ou até que, esfregando um pouco do preparado de claras entre os dedos, se deixe de sentir os grãos de açúcar e o preparado esteja firme e brilhante.
5) Forrar um tabuleiro de forno com papel vegetal e sobre o mesmo dispor o preparado de claras formando um círculo. Levar a pavlova ao forno por 2 horas e passado esse tempo, deixar a pavlova no forno até que arrefeça completamente.
6) Enquanto isso preparamos o lemon curd, colocando num tachinho todos os ingredientes com excepção dos ovos. Levar ao lume brando, sem ferver, até que todos os ingredientes se incorporem (é importante que a mistura não ferva). Bater os ovos sem formar espuma e, fora do lume, incorporar a mistura quente aos poucos para não talhar. Levar ao lume por cerca de 10 minutos, mexendo sempre sem deixar ferver, até que o creme comece a espessar ligeiramente. Se mergulharem uma colher no preparado e ao tirá-la do mesmo passarem o dedo sobre as costas da colher e ficar a marca, como uma espécie de estrada (o chamado ponto napé), está pronto. Colocar num frasco hermético e deixar arrefecer completamente.
7) No momento de montar a pavlova, bater as natas em ponto de chantilly, juntando as 2 c.sopa de açúcar e distribuir as mesmas sobre a pavlova.
Regar com o lemon curd a gosto, distribuir as frutas e servir de imediato.

Nota: Com o lemon curd que sobrar, que poderão conservar no frigorífico por algumas semanas, podem usar posteriormente em tartes (com esta de limão merengada que já partilhei convosco), bolos, distribuir por frasquinhos para oferecer, etc. A cobertura só deverá ser colocada no momento de servir para manter a crosta da pavlova estaladiça.






8 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)