Bimby,

Donuts, massa leve e fofa. Os melhores de sempre!

11:39:00 Ana Filipa Costa 5 Comments


Já há muito tempo que andava com vontade de fazer donuts em casa. Acreditem ou não, o que me desmotivava sempre de os fazer era o glacê. Até à data ainda não tinham encontrado nenhum que me enchesse as medidas, e se aproxima-se minimamente dos da pastelaria, até que encontrei este glacê, super simples e tão saboroso. Ganhou um lugar no meu caderninho de receitas. 😊

Não tem quantidades exactas, é um facto, mas é tão básico que merece destaque.

Falemos destes donuts... Oh coisa maravilhosa!
A massa é deliciosa, mesmo! Leve e fofinha, fica airada, no ponto! Para mim, perfeita! 👌
Arrisco a dizer que prefiro estes donuts aos de compra, e não é exagero!
Se não acreditam em mim, experimentem esta receita e vejam se não tenho razão 😉

Os toppings ficam ao gosto de cada um, abaixo deixo-vos algumas sugestões que usei nesta receita.

Espero que gostem e se fizerem, partilhem comigo o resultado no Instagram (com a #apetiscana) ou no Facebook, vou adorar ver as vossas criações!

*a massa rende cerca de 30 donuts
Ingredientes:
Massa
→ 600g de farinha
→ 260g de leite
→ 11g de fermento de padeiro seco
→ 2 ovos grandes
→ 100g de manteiga
→ 40g de açúcar
→ 8g de sal
→ 8g de açúcar baunilha
Cobertura
→ Açúcar em pó
→ Leite
→ Essência de baunilha
→ Corantes a gosto
→ Nutella
Óleo para fritar

Preparo - Modo Tradicional:
1) Numa tigela misturar todos os ingredientes da massa e incorporar. A massa deverá ser sovada até que descole das laterais e fundo da tigela (se usarem uma batedeira, esse processo deverá rondar os 10 a 15 minutos). Resistam à tentação de adicionar farinha à massa, ao início fica muito mole e pegajosa, mas ao desenvolver o glúten chegarão ao resultado desejado. A massa deverá ficar fofa, uniforme e elástica.
2) Untar uma tigela e deixar a massa repousar, tapada, afastada de locais frios (costumo colocar as minhas massas a levedar dentro do microondas desligado) até que dobre de volume, cerca de 1 hora.
3)  Depois de levedada, colocar a massa numa superfície enfarinhada e estendê-la até obter uma espessura de 1/2 centímetro. Com um copo cortar rodelas de massa (eu usei um cortador próprio para donuts que encontrei à venda aqui), e no centro, cortar rodelas mais pequenas (por exemplo usando um bico de pasteleiro).
4) Dispor as rodelas de donuts num tabuleiro forrado com papel vegetal e deixar que repousem até dobrarem de volume (podem optar por descartar os buracos dos donuts, voltando a amassar e fazendo mais rodelas, ou podem fritá-los - foi o que fiz).
5) Encher uma frigideira funda de óleo e aquecê-lo. Fritar as rodelas de donuts, cerca de 1 minuto de cada lado - até dourar. Retirar do óleo e deixar escorrer sobre papel de cozinha para absorver o excesso de gordura. Deixar arrefecer.
6) Entretanto preparar o glacê, para tal começar por misturar 100g de açúcar em pó com algumas gotas de leite e umas gotas de essência de baunilha. Pretendemos um preparado homogéneo e espesso, que seja possível barrar, mas que mantenha a sua forma, assim deveremos ir ajustando o açúcar e o leite até chegar à consistência desejada. Podem optar por fazer o glacê todo de uma cor ou diversas cores, bastando para tal adicionar algumas gotas de corante ao glacê até obter o tom desejado.
7) Mergulhar os donuts no glacê (ou barrar), descartando o excesso. Se quiserem adicionar granulados, como os da foto, deverão fazê-lo enquanto o glacê ainda está húmido, depois de seco, os granulados já não colam. Podem também barrar com nutella, polvilhar com açúcar em pó, ou passo-los no açúcar e canela (foi o que fiz para os buracos das rodelas).
Notas: Mantêm-se fofos por dois dias. Podem congelar a massa depois de cortada e já levedada, tendo apenas que fritar, no dia em que forem usar.


Preparo - Com robot de cozinha:
1) No copo colocar todos os ingredientes e programar 10 minutos, velocidade espiga. A massa deverá ser sovada até que descole das laterais e fundo do copo. Resistam à tentação de adicionar farinha à massa, ao início fica muito mole e pegajosa, mas ao desenvolver o glúten chegarão ao resultado desejado. A massa deverá ficar fofa, uniforme e elástica.
2) Untar uma tigela e deixar a massa repousar, tapada, afastada de locais frios (costumo colocar as minhas massas a levedar dentro do microondas desligado) até que dobre de volume, cerca de 1 hora.
3)  Depois de levedada, colocar a massa numa superfície enfarinhada e estendê-la até obter uma espessura de 1/2 centímetro. Com um copo cortar rodelas de massa (eu usei um cortador próprio para donuts que encontrei à venda aqui), e no centro, cortar rodelas mais pequenas (por exemplo usando um bico de pasteleiro).
4) Dispor as rodelas de donuts num tabuleiro forrado com papel vegetal e deixar que repousem até dobrarem de volume (podem optar por descartar os buracos dos donuts, voltando a amassar e fazendo mais rodelas, ou podem fritá-los - foi o que fiz).
5) Encher uma frigideira funda de óleo e aquecê-lo. Fritar as rodelas de donuts, cerca de 1 minuto de cada lado - até dourar. Retirar do óleo e deixar escorrer sobre papel de cozinha para absorver o excesso de gordura. Deixar arrefecer.
6) Entretanto preparar o glacê, para tal começar por misturar 100g de açúcar em pó com algumas gotas de leite e umas gotas de essência de baunilha. Pretendemos um preparado homogéneo e espesso, que seja possível barrar, mas que mantenha a sua forma, assim deveremos ir ajustando o açúcar e o leite até chegar à consistência desejada. Podem optar por fazer o glacê todo de uma cor ou diversas cores, bastando para tal adicionar algumas gotas de corante ao glacê até obter o tom desejado.
7) Mergulhar os donuts no glacê (ou barrar), descartando o excesso. Se quiserem adicionar granulados, como os da foto, deverão fazê-lo enquanto o glacê ainda está húmido, depois de seco, os granulados já não colam. Podem também barrar com nutella, polvilhar com açúcar em pó, ou passo-los no açúcar e canela (foi o que fiz para os buracos das rodelas).
Notas: Mantêm-se fofos por dois dias. Podem congelar a massa depois de cortada e já levedada, tendo apenas que fritar, no dia em que forem usar.






5 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Saladas,

Couscous colorido com tofu marinado em laranja

08:00:00 Ana Filipa Costa 5 Comments



Com a aproximação do Verão, as refeições mais leves já vão sendo apreciadas.
O tempo ainda está um pouco inconstante, ora está sol e quente ora está nublado e frio, mas de uma forma geral, já vão apetecendo pratos assim.

Num destes dias, estava a assistir ao programa de receitas saudáveis do Jamie Oliver, de um dos seus novos livros, e vi uma receita que me deixou curiosa. Originalmente feita com camarões, mas que achei que também não ficaria nada mal numa vertente totalmente vegan, com Tofu ao invés de camarão. Fiz as devidas alterações e posso dizer que ficou ótima! De tal maneira que decidi partilhar convosco.

Fresca, leve, saciante e acima de tudo, saudável. Uma opção vegetariana para quebrar as rotinas alimentares que invariavelmente tomam conta das nossas mesas no dia-a-dia.

A receita onde me inspirei é do livro Receitas Saudáveis do Jamie Oliver, que recomendo vivamente, já fiz diversas receitas deste livro, inclusive algumas delas já partilhei por aqui, e adorei todas:



Ingredientes:
→ 150g de couscous
→ 250ml de água a ferver
→ 1 curgete pequena
→ 1/2 pimento vermelho
→ 1 lata pequena de milho
→ 6 tomates cereja
→ 1 raminho de salsa
→ 1/2 limão (sumo)
→ 2 laranjas
→ 250g de tofu
→ 1 c.chá de paprika fumada
→ 2 c.sopa de gomásio - mistura de sementes de sésamo tostadas com sal (podem substituir por sementes de sésamo)
→ 1 c.chá de açafrão
→ 2 dentes de alho
→ sal a gosto
→ 3 c.sopa de azeite
→ 1 c.chá de sriracha (comprei na Glood, mas também já vi à venda no Continente)

Modo de Preparo:
1) Começamos pela marinada de tofu. para tal, colocamos numa tigela ou almofariz a paprika, o gomásio, o açafrão, os alhos picados, sal a gosto, o azeite, a sriracha e 1/2 dl de água morna. Misturamos tudo. Adicionamos uma laranja cortada em gomos (não retirar a casca) e o tofu cortado em cubos, envolvemos bem e deixamos repousar.
2) Numa tigela colocamos o couscous, sal a gosto e os 250ml de água a ferver e tapamos, deixando a repousar enquanto preparamos os legumes.
3) Cortamos em cubos pequenos a curgete, o pimento e os tomates e juntamos tudo numa taça grande. Picamos a salsa e juntamos aos legumes. Misturamos e reservamos.
4) Numa frigideira (preferencialmente anti-aderente) colocamos o tofu e a sua marinada (gomos de laranja inclusive) e levamos ao lume, até que o líquido evapore e o tofu fique tostado.
5) Com um garfo, separamos o couscous, e juntamos-lo aos legumes previamente cortados. Misturamos bem e adicionamos sumo de limão e o sumo de 1 laranja, voltando a mexer bem.
6) Colocamos o tofu sobre o couscous e servimos de seguida.






5 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Bimby,

Pizza de bacon e cogumelos

08:00:00 Ana Filipa Costa 1 Comments


Esta pizza foi partilhada em tempos no stories do Instagram (@apetiscana) do Blog, e fez bastante sucesso. Na altura até partilhei esta e uma outra de rúcula e presunto e, indo a votos, a preferida foi a que hoje vos trago 😉

Usualmente as bases de pizza que uso são caseiras. Gosto de preparar a massa de raiz. É um processo simples, e ao menos sei o que estou a consumir, não há ingredientes cujo nome não sei pronunciar, e é bastante saborosa, fica fofa e leve!

Gosto de fazer em maiores quantidades e assim posso congelar para usar mais tarde. Neste processo o que usualmente faço é preparar a massa, dividir em várias porções, estender cada uma delas no formato desejado (usualmente faço pizza arredondadas, mas também é possível fazer rectangulares) e envolver em plástico filme. Levo ao congelador até ao dia em que a pretender consumir.
Nesse dia, tiro do congelador, coloco no tabuleiro forrado com sêmola de milho (assim não é necessário untar nem usar papel vegetal) e coloco a cobertura desejada.

Desta forma temos sempre bases de pizza "à mão" para desenrascar refeições rápidas.

Ingredientes:
Para a base (rende 2 pizzas médias)
⇨ 200g de água
⇨ 50g de azeite de boa qualidade
⇨ 1 c.chá de sal fino
⇨ 400g de farinha tipo 55
⇨ 10g de fermento de padeiro seco (usei da marca Okedo que encontrei à venda no Makro, se conseguirem encontrar, recomendo vivamente, é excelente)
⇨ 2 c.sopa de sêmola de milho
Para a cobertura (para 2 pizzas)
⇨ 250g de molho de tomate de boa qualidade (distribuído pelas duas bases)
⇨ 300g de tiras de bacon
⇨ 300g de cogumelos brancos frescos laminados
⇨ 400g de queijo mozzarella ralado
⇨ 1 c.sopa de orégãos

Preparo - Modo Tradicional:
1) Numa tigela colocar a água morna, o azeite e o fermento e mexer de forma a que o fermento dissolva.
2) Juntar a farinha e o sal e amassar bem até que a massa fique uniforme, macia e elástica.
3) Cobrir a tigela com um pano seco e deixar que a massa dobre de volume, em local morno (usualmente entre 30 minutos a 1 hora).
4) Dividir a massa em duas porções iguais e estender cada uma delas numa superfície enfarinhada na espessura desejada, aqui em casa gostamos das pizzas de massa fina.
5) Colocar cada uma das pizzas num tabuleiro forrado com sêmola de milho (1 c.sopa para cada tabuleiro).
6) Distribuir o molho de tomate sobre as pizzas. Salpicar com os orégãos, o bacon e cogumelos e terminar com o queijo ralado.
7) Levar ao forno pré-aquecido a 220ºC por cerca de 20 minutos.


Preparo - Com robot de cozinha:
1) No copo colocar a água, o azeite e o sal e programar 1 minuto, 37 ºC, velocidade 2.
2) Juntar a farinha e o fermento e programar 2 minutos, velocidade espiga.
3) Cobrir a tigela com um pano seco e deixar que a massa dobre de volume, em local morno (usualmente entre 30 minutos a 1 hora).
4) Dividir a massa em duas porções iguais e estender cada uma delas numa superfície enfarinhada na espessura desejada, aqui em casa gostamos das pizzas de massa fina.
5) Colocar cada uma das pizzas num tabuleiro forrado com sêmola de milho (1 c.sopa para cada tabuleiro).
6) Distribuir o molho de tomate sobre as pizzas. Salpicar com os orégãos, o bacon e cogumelos e terminar com o queijo ralado.
7) Levar ao forno pré-aquecido a 220 ºC por cerca de 20 minutos.


1 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Bimby,

Bolo salgado de curgete

12:54:00 Ana Filipa Costa 4 Comments


Nem todos os bolos têm de ser doces, e este é a prova disso.
Perfeito para servir no pequeno-almoço, ou para um lanche ou refeição leve, este bolo salgado de curgete tem um sabor suave e fica muito bem barrado com queijo creme, acompanhado com umas fatias de presunto e/ou queijo.

Aproveitem o tempo quente que já se vai fazendo sentir e façam um piquenique, este bolo poderá perfeitamente ser um dos constituintes do mesmo, fará sucesso de certeza!

Com poucos ingredientes e de fácil preparação, é um bolo para ter naquele livro de receitas de bolso. Se o quiserem deixar mais guloso, podem adicionar alguns pedaços de queijo feta, ou pedacinhos de bacon tostado. Eu optei por fazê-lo o mais simples possível para poder depois adicionar sabores com os acompanhamentos.

Espero que gostem!

Ingredientes:
→ 2 curgetes médias
→ 50g de pinhões
→ 4 ovos
→ 1 dl de azeite
→ 100g de iogurte grego natural
→ sal, pimenta e alho em pó a gosto
→ 1 mão cheia de folhas de manjericão frescas
→ 200g de farinha de trigo
→ 1 c.chá de fermento em pó
→ opcional queijo feta e/ou bacon tostado (ambos cortados em pedaços pequenos) a gosto

Preparo - Modo Tradicional:
1) Começamos por lavar muito bem as curgetes. Secamo-las e ralamos. Esprememos bem o excesso de água da curgete ralada e reservamos.
2) Untar e forrar com papel vegetal uma forma de bolo inglês. Reservar.
3) Pré-aquecer o forno a 180ºC.
4) Torrar ligeiramente os pinhões numa frigideira anti-aderente. Reservar.
5) Numa tigela misturar os ovos com o azeite, o iogurte, sal e pimenta, o manjericão picado e o alho em pó, até obter um preparado homogéneo. Adicionar a farinha e o fermento, envolver, e por fim juntar a curgete e os pinhões. (se tiverem optado por adicionar queijo feta ou bacon, deverão fazê-lo neste momento).
6) Verter o preparado para a forma untada e levar ao forno a cozer por pelo menos 30 minutos, ou a até que um palito inserido no interior do bolo saia limpo. Depois de pronto, deixar arrefecer completamente antes de servir. Consoante arrefece, a sua consistência muda, tornando-se mais firme depois de completamente frio.

Preparo - Com robot de cozinha:
1) Começamos por lavar muito bem as curgetes. Secamo-las e colocamos no copo. Dar alguns golpes de turbo, até que fique ralada mas não em papa. Esprememos bem o excesso de água da curgete ralada e reservamos.
2) Untar e forrar com papel vegetal uma forma de bolo inglês. Reservar.
3) Pré-aquecer o forno a 180ºC.
4) Torrar ligeiramente os pinhões numa frigideira anti-aderente. Reservar.
5) Sem lavar o copo, colocar os ovos, o azeite, o iogurte, sal e pimenta, o manjericão, o alho em pó, a farinha e o fermento e programar 30 segundos, velocidade 4. Juntar a curgete e os pinhões e programar 10 segundos, velocidade 3 inversa (se tiverem optado por adicionar queijo feta ou bacon, deverão fazê-lo neste momento).
6) Verter o preparado para a forma untada e levar ao forno a cozer por pelo menos 30 minutos, ou a até que um palito inserido no interior do bolo saia limpo. Depois de pronto, deixar arrefecer completamente antes de servir. Consoante arrefece, a sua consistência muda, tornando-se mais firme depois de completamente frio.




4 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Doces e Compotas,

Crepes saudáveis #glutenfree [Receita em vídeo]

06:50:00 Ana Filipa Costa 5 Comments


Se procuram uma sobremesa saudável e deliciosa, esta pode ser a tal.
Feitos com "ingredientes do bem" e muito rapidamente, estes crepes são deliciosos e amigos da linha.

São isentos de gluten, já que as farinhas usadas são as de côco e a goma de tapioca e a essência de baunilha dá-lhes um gostinho muito bom.

O iogurte grego e o doce de mirtilos combinam lindamente com esta receita, são o complemento perfeito.

Também podem fazer estes crepes para o pequeno-almoço preparando-os de véspera e, de manhã, basta aquecer alguns segundos no micro-ondas e comer. Fácil e delicioso!





Ingredientes:
→ 4 ovos
→ 2 c.sopa de farinha de côco
→ 1 c.sopa de goma de tapioca
→ 1/2 chávena de água
→ 1 c.sopa de óleo de côco
→ 1 pitada de sal
→ 1 c.chá de essência de baunilha
→ iogurte grego a gosto
→ doce de mirtilo a gosto (usei o de mirtilo Natura, sem açúcar, da Quinta de Jugais)

*Rende 8 a 10 crepes
Preparo - Modo Tradicional:
1) Numa tigela misturar a água com o óleo de côco, a baunilha, os ovos e o sal.
2) Adicionar em seguida a goma de tapioca e por fim a farinha de côco. Envolver bem até obter uma massa homogénea e ligeiramente espessa. Deixar repousar 10 minutos.
3) Numa frigideira anti-aderente, espalhar uma colherada de massa, e deixar que coza 1 minuto de cada lado.
4) Servir quentes, com colheradas de iogurte grego e doce de mirtilos.

Preparo - Com robot de cozinha:
1) No copo colocar todos os ingredientes com excepção do iogurte e do doce e programar 30 segundos, velocidade 4. Deixar repousar 10 minutos.
2) Numa frigideira anti-aderente, espalhar uma colherada de massa, e deixar que coza 1 minuto de cada lado.
3) Servir quentes, com colheradas de iogurte grego e doce de mirtilos.




5 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Bimby,

Babka de castanha e chocolate

07:28:00 Ana Filipa Costa 4 Comments


Tudo começou com um frasco de creme de castanhas que me ofereceram. Não fazia ideia do que fazer com ele, e indo ao meu eterno amigo "Google", dei de caras com esta deliciosa receita do querido Célio, autor do Blog Sweet Gula.

No Blog do Célio, as receitas têm todas um aspecto tentador, fico sempre cheia de vontade de ir para a cozinha por mãos à obra! Este pão não foi excepção. 😊
A massa fica muito fofa e saborosa, de comer e chorar por mais!

Gostei tanto da textura da massa que irei com toda a certeza adaptar para outros recheios e até mesmo para outros formatos de pão.

Obrigada Célio por partilhares receitas tão saborosas!

Ingredientes:
⇨ 100 ml de leite
⇨  ½ saqueta de fermento seco (cerca de 6 g)
⇨ 380 g de farinha s/ fermento
⇨  1 ovo
⇨ 85 g de açúcar
⇨ 1 c. (chá) de extrato de baunilha
⇨ 1 pitada de sal
⇨ 60 g de manteiga
⇨ 200 g de creme de castanha
⇨ 60 g de chocolate negro grosseiramente picado
⇨ xarope de agave ou mel para pincelar

Preparação - Modo tradicional:
1) Misturar numa taça o fermento com o leite amornado e reservar alguns minutos até que o fermento se dissolva.
2) Juntar a farinha, o ovo inteiro, o açúcar, o extrato de baunilha, o sal e metade da manteiga e amassar durante 3-4 minutos.
3) Juntar a restante manteiga e continuar a amassar até que a massa forme uma bola.
4) Transferir a massa para uma bancada enfarinhada e amassar com as mãos durante 2-3 minutos.
5) Formar uma bola e deixar a massa levedar durante 3-4-horas ou ate que triplique de volume.
6) Forrar com papel vegetal uma forma rectangular com cerca de 20cm X 10cm.
7) Depois de levedada, voltar a amassar mais um pouco com as mãos.
8) Usar um rolo de estender a massa e formar um rectângulo com cerca de 20cm X 40cm.
Espalhar uniformemente o creme de castanha sobre a massa e salpicar com o chocolate negro, grosseiramente picado.
9) Enrolar a massa, partindo da extremidade mais curta, por forma a obter um rolo e depois fazer um corte longitudinal ficando com duas partes de massa iguais. Enrolar as partes de massa sobre si mesmas, criando um X e dando um efeito tipo "swirl".
10) Transferir a massa para a forma e deixe levedar num local seco durante 1 hora.
11) Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC durante 20-25 minutos (no meu forno demorou 40 minutos).
12) Retirar do forno e pincele a superfície com xarope de agave ou mel. Deixar arrefecer e desenformar.


Preparação - Com robot de cozinha
1) No copo colocar o leite e o fermento e programar 1 minuto, 37ºC, velocidade 2. Juntar a farinha, o ovo inteiro, o açúcar, o extrato de baunilha, o sal e metade da manteiga e programar 3 minutos, velocidade 3. Juntar a restante manteiga e programar 3 minutos, velocidade espiga (até que a massa forme uma bola).
2) Transferir a massa para uma tigela untada, formar uma bola e deixar a massa levedar durante 3-4-horas ou ate que triplique de volume.
3) Forrar com papel vegetal uma forma rectangular com cerca de 20cm X 10cm.
4) Depois de levedada, voltar a amassar mais um pouco com as mãos.
5) Usar um rolo de estender a massa e formar um rectângulo com cerca de 20cm X 40cm.
Espalhar uniformemente o creme de castanha sobre a massa e salpicar com o chocolate negro, grosseiramente picado.
6) Enrolar a massa, partindo da extremidade mais curta, por forma a obter um rolo e depois fazer um corte longitudinal ficando com duas partes de massa iguais. Enrolar as partes de massa sobre si mesmas, criando um X e dando um efeito tipo "swirl".
7) Transferir a massa para a forma e deixe levedar num local seco durante 1 hora.
8) Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC durante 20-25 minutos (no meu forno demorou 40 minutos).
9) Retirar do forno e pincele a superfície com xarope de agave ou mel. Deixar arrefecer e desenformar.





4 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Bimby,

Panquecas fofas sem glúten e sem lactose

07:30:00 Ana Filipa Costa 6 Comments


Comer de forma saudável e equilibrada não tem de ser enfadonho ou complicado.

A prova disso são estas panquecas deliciosas, que se preparam num abrir e fechar de olhos. Fornecem os nutrientes necessários para um pequeno-almoço completo, ou um lanche a meio da tarde.

Para além de tudo isto, são isentas de glúten e lactose, o que significa que agradam a todos.

Esta é mais uma das receitas que já partilhei em tempos no meu Instagram -> @apetiscana, e faz parte da minha lista de pequenos almoços saudáveis. Se não querem perder pitada destas receitas rápidas, saudáveis e deliciosas que partilho, recomendo vivamente que me acompanhem por lá! 😊

* Rende 6 panquecas pequenas (dose individual)
Ingredientes:
⇨ 1 ovo
⇨ 1 banana média
⇨ 3 c.sopa de farinha de aveia
⇨ 1 pitada de canela
⇨ 1 c.sopa de nibs de cacau

Preparo - Modo Tradicional:
1) Descascar a banana, e com o auxílio do garfo, esmagar a mesma até obter um puré.
2) Adicionar o ovo, a farinha de aveia e a canela e misturar bem até obter um preparado homogéneo.
3) Envolver os nibs de cacau na massa por último.
4) Aquecer uma frigideira anti-aderente e colocar colheradas da massa sobre a mesma (não precisa de untar se for anti-aderente). Deixar que as panquecas cozinhem cerca de 1 minuto de cada lado. Servir quentes com o topping a gosto.

Preparo - Com robot de cozinha:
1) Descascar a banana, e colocar no copo, juntamente com o ovo, a farinha de aveia e a canela e programar 30 segundos, velocidade 3.
2) Envolver os nibs de cacau na massa com o auxílio de uma espátula.
3) Aquecer uma frigideira anti-aderente e colocar colheradas da massa sobre a mesma (não precisa de untar se for anti-aderente). Deixar que as panquecas cozinhem cerca de 1 minuto de cada lado. Servir quentes com o topping a gosto.





6 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Bimby,

Bolo brigadeiro

09:00:00 Ana Filipa Costa 6 Comments


Se há bolo que adoro, é o de brigadeiro. Sou louca por tudo o que leva leite condensado, e quando ao leite juntamos chocolate, e a combinação dos deuses! ☺

Esta receita rende um bolo jeitoso (2Kg e pouco), por isso é o bolo perfeito para uma festa! Costuma agradar à maioria, rende bastante e o melhor de tudo, é delicioso!

É uma receita a que recorro com regularidade.
Este em particular foi uma encomenda que recebi, e que me deu imenso prazer fazer.

Com o dia da mãe mesmo à porta, o que me dizem de oferecer este delicioso miminho?

Ingredientes:
Bolo
→ 6 ovos
→ 350g de açúcar
→ 200g de manteiga
→ 350g de farinha
→ 20g de fermento em pó
→ 50g de chocolate em pó
→ 1 pitada de sal
→ 250g de leite
Recheio e Cobertura
→ 2 latas de leite condensado
→ 100g de chocolate em pó
→ 20g de manteiga
→ granulado de chocolate q.b. para enfeitar

Preparo - Modo Tradicional:
1) Começar por untar uma forma redonda de 20-22 cm, sem chaminé, com manteiga e cacau em pó. Reservar.
2) Pré-aquecer o forno a 180 ºC.
3)Separar as gemas das claras e bater as claras em castelo. Reservar as claras batidas.
4) Numa tigela à parte, bater as gemas com o açúcar e a manteiga até obter uma mistura cremosa.
5) Adicionar a farinha, fermento, chocolate em pó, o sal e o leite e misturar bem até que todos os ingredientes fiquem bem incorporados.
6) Aos poucos e cuidadosamente, envolver as claras em castelo.
7) Deitar a massa na forma previamente untada e levar ao forno entre 30 a 40 minutos ou até que, um palito inserido no centro do bolo saia limpo.
8) Quando o bolo estiver quase pronto, começar a preparar o recheio, colocando todos os ingredientes num tachinho e mexendo sempre até que a mistura comece a engrossar. Reservar.
9) Depois do bolo estar cozido, retirar do forno e desenformar ainda morno. Com um faca cortar o bolo em duas partes iguais. Cobrir uma das parte com o preparado do ponto 8, tapar com a outra metade de bolo e com o restante preparado cobrir o bolo. Cobrir o bolo com chocolate granulado e servir.

Preparo - Com robot de cozinha:
1) Começar por untar uma forma redonda de 20-22 cm, sem chaminé, com manteiga e cacau em pó. Reservar.
2) Pré-aquecer o forno a 180 ºC.
3)Separar as gemas das claras. No copo colocar a borboleta e as claras e programar 6 minutos, velocidade 3 1/2. Reservar as claras batidas.
4) Retirar a borboleta do copo e colocar as gemas com o açúcar e a manteiga e programar 3 minutos, velocidade 3.
5) Adicionar a farinha, fermento, chocolate em pó, o sal e o leite e programar 20 segundos, velocidade 3.
6) Adicionar as claras em castelo e programar 15 segundos, velocidade 3.
7) Deitar a massa na forma previamente untada e levar ao forno entre 30 a 40 minutos ou até que, um palito inserido no centro do bolo saia limpo.
8) Quando o bolo estiver quase pronto, começar a preparar o recheio, colocando todos os ingredientes no copo e programando 30 minutos, 100 ºC, velocidade 4. Reservar.
9) Depois do bolo estar cozido, retirar do forno e desenformar ainda morno. Com um faca cortar o bolo em duas partes iguais. Cobrir uma das parte com o preparado do ponto 8, tapar com a outra metade de bolo e com o restante preparado cobrir o bolo. Cobrir o bolo com chocolate granulado e servir.





6 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Peixe

Polvo à lagareiro descomplicado

08:10:00 Ana Filipa Costa 6 Comments


Pratos de polvo são aqueles que normalmente espalham a controvérsia. Há quem adore, há quem não possa nem com o cheiro. Aqui em casa, estamos divididos, eu gosto muito, mas o meu mais que tudo não suporta, por isso aproveito os dias em que tenho casa cheia, e posso fazer este prato para mais pessoas do que apenas eu :)

Há versões deste prato em que o polvo é cozido, grelhado e depois assado. A minha versão é mais descomplicada mas prometo que não menos saborosa.

Para mim, este é um prato de domingo, para ser apreciado em família.

Espero que gostem tanto como nós aqui em casa! Bons cozinhados.

Ingredientes:
⇨ 1 Kg de batatas para assar (usei das congeladas)
⇨ 1 polvo (aproximadamente com 1,5 Kg)
⇨ 1/2 pimento vermelho
⇨ 4 cebolas
⇨ 3 dentes de alho
⇨ azeite
⇨ sal e pimenta a gosto
⇨ uma pitada de colorau
⇨ 1 raminho de salsa
⇨ 2 cravinhos
⇨ 2 folhas de louro
⇨ 1 cálice de vinho branco

Modo de preparo:
1) Começar por cozinhar o polvo. Cortar as extremidades dos tentáculos do polvo (cerca de 3cm) e colocá-lo numa panela de pressão. Espetar os cravinhos numa cebola com casca e juntar a cebola à panela de pressão com o polvo assim como as folhas de louro. Cobrir tudo com água e temperar com sal a gosto, tapar a panela e levar ao lume até levantar pressão. Nesse momento, contar 20 minutos e desligar o lume. Descartar a cebola e o louro e reservar.
2) Descascar as restantes cebolas, e fatias-las finamente. Colocar as cebolas num tacho, regadas com um fio generoso de azeite e levar a refogar até que fiquem translúcidas. Reservar.
3) Desmembrar o polvo ja cozido, separando os tentáculos da cabeça.
4) Num tabuleiro que possa ir ao forno, dispor o polvo, as batatas (se não usarem congeladas, deverão dar-lhes uma pré-cozedura antes de irem para o tabuleiro de forno), a cebola refogada, o alhos descascados e picados, o pimento cortado em pedaços pequenos, temperar com sal, pimenta e colorau a gosto, salpicar com a salsa picada e regar com o vinho branco e uma generosa camada de azeite.
5) Levar ao forno, a 180ºC até dourar (cerca de 30 minutos).




6 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)