Parcerias,

Gelado de Caramelos Werther's Original

09:00:00 Ana Filipa Costa 14 Comments


Se há coisas que combinam bem com o calor, essas coisas são gelados.
Há dos mais diversos sabores e feitios mas pessoalmente tendo a escolher os de caramelo. Sou gulosos assumida e são os gelados de caramelo os que mais me enchem as medidas! :)

Quando recebi em casa um pacote de caramelos Werther's Original,  soube de imediato qual seria o seu destino!

Este gelado é para lá de bom, e ficar tão cremoso e rico que é quase um pecado! :)
A minha sugestão é com caramelo, mas a base server para os mais variados sabores, haja imaginação!

Fazer gelados em casa não tem grande ciência, mas é importante ter as ferramentas certas.
Uma máquina de fazer gelados é uma mais valia, pois incorpora ar na mistura e previne a formação de cristais de gelo. É claro que poderão fazer o gelado à mesmo caso não tenham máquina, eu ensino-vos como na descrição da receita, mas o resultado final fica menos cremoso.

Deliciem-se com este "carameludo" que é dos deuses! :)

Ingredientes:

  • 400ml de natas
  • 200ml de leite 
  • 1 vagem de baunilha
  • 4 c.sopa de açúcar
  • 6 gemas
  • 1 pacote de Caramelos Werther's Original (cream candies)
  • Opcional: Tacinhas comestíveis (receita da Rita Nascimento - La Dolce Rita)
Modo de Preparo:
  1. Num tachinho colocar as natas, leite, açúcar e o interior e casca da vagem de baunilha (em alternativa podem usar essência de baunilha - 1 c.chá).
  2. Levar o tachinho ao lume até que o açúcar se dissolva (não precisa de ferver).
  3. Misturar bem as gemas e aos poucos, mexendo sempre, adicionar a mistura de leite e natas.
  4. Retornar tudo ao lume brando, mexendo sempre, até que a mistura engrosse ligeiramente - não deve ferver - saberão que está prontos quando, ao mergulhar uma colher no creme, nas costas da mesma, ao passar um dedo, formar uma "estrada". Retirar do lume, e deixar arrefecer completamente no frigorífico, por pelo menos duas horas.
  5. Pulverizar os caramelos num robot de cozinha (ou colocando os caramelos num saco de plástico fechado e partidos com o auxílio de um rolo de cozinha até ficarem em pó).
  6. Quando o creme estiver completamente frio, mistura-lo com os caramelos triturados e levar à máquina de fazer gelado (seguindo as instruções de uso do fabricante) ou, em alternativa ao congelador, tendo o cuidado de, ao optar por seguir este passo, mexer o gelado de 1 em 1 hora para evitar que forme cristais de gelo.


14 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Bimby,

Mousse de Pêssego

18:05:00 Ana Filipa Costa 6 Comments


No Verão procuro sobremesas frescas e leves, e se as estas duas características pudermos juntar o factor saudável, tanto melhor.
Como já tive oportunidade de dizer em outros posts, não sou paranóica das dietas, e acredito numa alimentação equilibrada.
Gosto de dar uma facadinha valente aqui e ali, mas também gosto de me controlar e de procurar alternativas saudáveis.

Por opção mantive a mousse simples sem adição de gelatina, contudo, se preferirem uma consistência menos líquida, adicionem ao preparar duas folhas de gelatina incolor (previamente hidratadas e derretidas).

Espero que gostem!



Ingredientes:

  • 6 pêssegos sem pele nem caroço
  • 250g de iogurte grego
  • 3 c.chá de mel (se forem bastante gulosos, adicionem um pouco mais)
Falta algum ingrediente? À distância de um clique, no Supermercado El Corte Inglês, encontram todos os produtos que precisam para fazer esta mousse (e muitas outras deliciosas receitas) e o melhor de tudo é que não precisam de sair de casa :)
Clicando nos ingredientes abaixo, serão direccionados para o site, onde poderão fazer comodamente as vossas compras. Mais fácil é impossível!



Preparo - Modo tradicional:
  1. Triturar todos os ingredientes até obter uma mistura homogénea, cerca de 30 segundos.
  2. Colocar em tacanhas individuais ou uma taça grande, decorado com pedacinhos de pêssego e umas folhas de hortelã e levar ao frigorifico por pelo menos duas horas antes de servir.
Preparo - Com robot de cozinha:
  1. No copo colocar todos os ingredientes e programar 30 segundos, velocidade 9.
  2. Colocar em tacanhas individuais ou uma taça grande, decorado com pedacinhos de pêssego e umas folhas de hortelã e levar ao frigorifico por pelo menos duas horas antes de servir.



6 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Peixe,

Tarte de massa filo com salmão, espinafres e queijo feta

10:37:00 Ana Filipa Costa 18 Comments


Se ideias para o jantar?
Estou aqui para vos salvar! :)

Com poucos ingredientes podem preparar uma refeição deliciosa e leve.
Acompanhada com uma salada fresca ou com arroz, é a aposta certa para celebrar a chegada do Verão.
Se, como eu, costumam levar marmitas para o trabalho, esta tarte também é uma óptima opção. 

Um brinde aos dias longos e quentes, ao chinelo e sandálias, ao fato de banho, às roupas leves e frescas... Olá Verão, sê bem vindo! :)


Ingredientes:
  • 2 dentes de alho
  • 2 c.sopa de azeite
  • 300g de espinafres
  • sal e pimenta a gosto
  • 1 embalagem de massa filo
  • 100g de manteiga derretida
  • 2 postas de salmão fresco
  • 5 a 10 tomates cereja
  • 100g de queijo feta
À distância de um clique, no Supermercado El Corte Inglês, encontram todos os produtos que precisam para fazer esta tarte (e muitas outras deliciosas receitas) e o melhor de tudo é que não precisam de sair de casa :)
Clicando nos ingredientes abaixo, serão direccionados para o site, onde poderão fazer comodamente as vossas compras. Mais fácil é impossível!



Modo de Preparo:
  1. Descascar e picar o alho finamente, colocar numa frigideira, regar com o azeite e levar a refogar até que o alho fique ligeiramente dourado (cuidado para não queimar).
  2. Juntar as folhas de espinafres lavadas, temperar com sal e pimenta a gosto e deixar que as folhas murchem, assim que murcharem, retirar do lume e reservar.
  3. Pincelar as folhas de massa filo com a manteiga (sem grande rigor) e dispo-las numa tarteira de forma a formar uma espécie de cesto para receber o recheio, as bordas deverão ficar penduradas até que seja colocado o recheio, depois deverão ser aconchegadas para obter o efeito da foto.
  4. Dentro do "cesto" colocar o espinafre, espalhando por toda a base da tarteira. 
  5. Cortar as postas de salmão em pedaços pequenos e espalhá-los por cima do espinafre.
  6. Esfarelar o queijo feta por cima do salmão e espinafres, e por fim adicionar os tomates cortados em metades.
  7. Aconchegar a massa nas bordas, e levar a tarte ao forno, a 180ºC até estar dourada e o salmão cozinhado (não adiciono mais sal pois o queijo feta já é salgado, contudo se quiserem podem temperar, com sal e pimenta, o salmão antes de o adicionarem à tarte).Servir com uma salada ou arroz.






18 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Bimby,

Muffins Laranja e Mirtilos

09:29:00 Ana Filipa Costa 12 Comments


Muffins, ou em bom português queques, é o tipo de bolo que me recorda tempos de infância.
Muitas vezes, em miúda, o meu lanche era um Muffin, daqueles simples (os que têm "maminhas") e um sumo de pêra. Simples e sempre muito saboroso.

Eu cresci e o gosto por este bolo cresceu comigo, hoje em dia por vezes com sabores mais "pomposos" mas sempre deliciosos e com um lugar especial no meu coração.

Partilho convosco uma receite de Muffins com laranja e mirtilos. Fofos e húmidos por dentro, não muito doces, com uma camada crocante por fora... que mais podemos pedir?
Muito simples de preparar, podem ser feito até sem recorrer à batedeira ou a robot de cozinha.

Se não gostarem de mirtilos, podem substituir por pepitas de chocolate, morangos, nozes, ou até mesmo manter simples pois a base destes muffins é deliciosas!

Acho que não há desculpas para não provar estes meninos, e resultam num excelente lanche para a criançada ou para levar para a praia! :)



Ingredientes:
  • 80ml de óleo
  • 180ml de sumo de laranja
  • raspa de 1 laranja
  • 2 ovos
  • 200g de açúcar + qb para polvilhar
  • 275g de farinha
  • 1 c.sopa de fermento
  • 150g de mirtilos
À distância de um clique, no Supermercado El Corte Inglês, encontram todos os produtos que precisam para fazer estes muffins (e muitas outras deliciosas receitas) e o melhor de tudo é que não precisam de sair de casa :)
Clicando nos ingredientes abaixo, serão direccionados para o site, onde poderão fazer comodamente as vossas compras. Mais fácil é impossível!

Preparo - Modo tradicional:
  1. Numa tigela mistura todos os ingredientes líquidos com a raspa da laranja.
  2. Adicionar em seguida o açúcar, envolvendo bem e em seguida a farinha, misturando até obter uma massa lisa.
  3. Envolver cuidadosamente 3/4 dos mirtilos.
  4. Dispor a massa em formas de muffins, forradas com papel próprio para muffins.
  5. Sobre cada forma, distribuir os restantes mirtilos, polvilhar com um pouco de açúcar e levar ao forno a 180 ºC por 30 minutos.
Preparo - Com robot de cozinha:
  1. No copo, colocar a borboleta e todos os ingredientes líquidos com a raspa da laranja e programar 30 segundos, velocidade 3.
  2. Adicionar em seguida o açúcar e a farinha e programar 30 segundos, velocidade 3.
  3. Envolver cuidadosamente, com o auxílio de uma espátula, 3/4 dos mirtilos.
  4. Dispor a massa em formas de muffins, forradas com papel próprio para muffins.
  5. Sobre cada forma, distribuir os restantes mirtilos, polvilhar com um pouco de açúcar e levar ao forno a 180ºC por 30 minutos.






12 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Restaurantes,

#Sugestões - Tombalobos ... e o dia que provei laranja com azeite

22:03:00 Ana Filipa Costa 6 Comments


Se tencionam visitar Portalegre ou morarem por perto, a sugestão que trago é para vós.

Por conta do seu trabalho, o meu pai viajou bastante pelo nosso país.
Entre uma viagem e outra, teve a oportunidade de conhecer lugares e restaurantes fantásticos.

Lembro-me de um dia ele chegar a casa, depois de uma visita à região de Portalegre, e dizer-nos que tinha comido uma sobremesa diferente, mais precisamente laranja com azeite... sim "ouviram" bem... Na altura aquilo não me sou nada bem, mas o meu pai garantiu a pés juntos que era muito saboroso, e que um dia tínhamos de fazer uma visita em família para conhecer o restaurante e provar a dita cuja.

Isto foi há uns aninhos, mas como fiquei com a "pulga atrás da orelha", em Maio decidi relembrar esta conversa e foi assim que fomos conhecer o Tombalobos.

A maior dificuldade (para quem não é da zona) é encontra-lo, mas nada que um GPS não resolva. :)
Se a curiosidade sobre este restaurante teve origem na "famosa" sobremesa, depressa percebi que havia muito mais para descobrir.
Com um menu tipicamente alentejano, todos os pratos são confeccionados com muito bom gosto e têm uma apresentação impecável.
A cozinha, ainda que tradicional, tem um toque de Chef, o que torna o preço um pouco mais elevado, mas garanto que vale cada cêntimo!
Podem optar por uma refeição de petiscos tipicamente alentejanos, como omelete de espargos silvestres, peixinhos da horta, ou orelha/focinho de porco grelhada, entre outros e de certo ficarão com uma refeição mais em conta e não menos deliciosa.

O responsável por todas as iguarias que se servem neste restaurante é o Chef José Julio Vintém.

Na nossa visita optámos por iniciar a refeição com umas Tibornas de Tomate com Azeite e Oregãos, o tomate bem fresco e de sabor intenso, regado com um azeite de boa qualidade num pão bem alentejano.

Para além das Tibornas, degustámos também cogumelos frescos salteados em azeite e alho, sugestão do Chef.

Para a refeição principal optámos todos por carne.
Peito de Galo Recheado como Farinheira de Portalegre, suculento, de sabor intenso, e temperado na perfeição.

Nacos de Vitela ao Alhinho em Azeite virgem Extra, bem tenros e suculentos.

Javali ao Alhinho, uma carne por si só saborosa, mas cujo sabor ficou ainda melhor com a adição do alho.

Borrego Assado no Forno, tão tenro e saboroso, que até eu que não sou grande fã de borrego, gostei :)

Todos os pratos tinham como acompanhamento couve salteada e batatas assadas.

Para sobremesa, depois da pequena introdução que vos dei,  creio que não é difícil perceber o que foi a nossa escolha.
A Laranja à Tombalobos, fatias de laranja, com canela, regadas com um fio de azeite e mel. Estava "desconfiada" com este conceito, mas fiquei rendida!

Para além da laranja decidimos provar também o bolo de chocolate com uma bola de gelado e calda de frutos vermelhos. Um bolo rico, denso e muito saboroso.


E finalizámos com uma boleima de maçã, também ela servida com uma bola de gelado.

As palavras que vos escrevo não foram de qualquer forma "encomendadas". Gostei genuinamente deste restaurante e defendo que devemos promover o que é nosso e é bem feito.
Ao Chef José Julio Vintém os meus parabéns pela dedicação e bom gosto, e votos de muito sucesso.

Se estiverem por Portalegre, já sabem! ;)

6 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Sobremesas,

Crumble de damascos e morangos

19:06:00 Ana Filipa Costa 12 Comments



As variações de crumbles são mais que muitas e cada uma mais deliciosa que a outra.
Os que mais como (ainda que não coma assim tantos) são os cuja cobertura é feita à base de farinha, açúcar e manteiga.

Já havia visto, quer em alguns Blogs quer em programas culinários na televisão, crumbles feitos com aveia, e decidi experimentar.
Para mim, o resultado assemelha-se ao de umas bolachas de aveia, e a combinação com a fruta quase em compota é simplesmente divinal! :)

Para mim esta é uma boa forma de usar fruta em sobremesas. O contraste entre uma cobertura crocante, uma recheio quente e uma bola de gelado é para mim das coisas melhores que existe!

Todas as semanas recebemos em casa um cesto de produtos biológicos, sendo que a cada semana o seu conteúdo varia, sendo para nós uma constante surpresa. O cabaz da semana passada trazia uns lindos damascos e alguns morangos, e o crumble foi a homenagem que lhes decidi prestar.

Espero que gostem!



Ingredientes:

  • 1 chávena de farinha de trigo
  • 1/2 chávena de aveia
  • 1/2 chávena de açúcar mascavado
  • 1 c.sopa de canela
  • 1 pitada de sal
  • 1 chávena de manteiga
  • 300 de damascos descaroçados
  • 400g de morangos
  • 150g de açúcar
  • sumo de 1/2 limão
  • Opcional: raminho de tomilho fresco
Modo de Preparo:
  1. Começar por preparar o crumble misturando numa taça a farinha, a aveia, o açúcar mascavado, a canela, o sal e a manteiga até formar uma massa esfarelada. Reservar.
  2. Cortar os damascos em pedaços, e colocar numa frigideira (mantive a pele dos damascos). Adicionar os morangos sem a rama, cortados em pedaços, o açúcar, o sumi de limão e o tomilho. Levar ao lume médio até que a água dos frutos se solte e evapore ligeiramente (o preparado deverá ainda conter alguma água, no forno o mesmo irá engrossar.
  3. Dispor as frutas numa travessa, por cima espalhar o crumble e levar ao forno a 180ºC por aproximadamente 30 minutos. (o topo deverá estar dourado e a mistura da fruta borbulhante, fora do forno a crosta ficará mais crocante).
  4. Servir quente com uma bola de gelado.



12 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Bimby,

Bolo de Alfarroba (com amêndoa e gila)

10:11:00 Ana Filipa Costa 17 Comments


Este bolo tem sabores algarvios, mas mais do que isso tem o toque de mãe.
A receita e preparação são da inteira responsabilidade da minha mãe (a mim calhou-me apenas a árdua tarefa de colocar o açúcar em pó no topo e fotografar) por isso é certo e garantido que este bolo é delicioso (as mães sabem sempre o que fazem não é verdade?).

A preparação é do mais simples que pode existir, até os ovos vão inteiros (adoro bolos assim). É literalmente colocar tudo numa tigela, misturar e colocar numa forma para cozer.

O resultado é um bolo fofo e húmido ao mesmo tempo, de sabores intensos e harmoniosos.

Não o fiz, mas podem servi-lo com um bola de gelado de nata ou baunilha, e têm assim uma sobremesa deliciosa para este domingo.

Espero que gostem!

Ingredientes:

  • 6 ovos
  • 300g de açúcar
  • 100g de farinha de alfarroba
  • 250g de amêndoa com pele moídas
  • 2 c.chá de canela em pó
  • 4 c.sopa de manteiga derretida
  • 4 c.sopa de farinha de trigo
  • 2 c.chá de fermento
  • 250g de doce de gila


Preparo - Modo tradicional

  1. Bater os ovos inteiros com o açúcar até que fiquem fofos e esbranquiçados.
  2. Juntar os restantes ingredientes deixando o doce de gila para o fim. Envolver bem.
  3. Untar um forma rectangular com manteiga, forrar com papel vegetal e barrar o mesmo com um fina camada de manteiga.
  4. Levar a cozer em forno pré-aquecido a 180ºC durante 30 a 40 minutos. Fazer o teste do palito no centro do bolo para verificar a cozedura.
  5. Decorar o bolo com açúcar em pó.

Preparo - Com robot de cozinha
  1. No copo colocar a borboleta, os ovos e o açúcar e programar 4 minutos, velocidade 3.
  2. Retirar a borboleta, juntar os restantes ingredientes e programar 1 minuto, velocidade 3.
  3. Untar um forma rectangular com manteiga, forrar com papel vegetal e barrar o mesmo com um fina camada de manteiga.
  4. Levar a cozer em forno pré-aquecido a 180ºC durante 30 a 40 minutos. Fazer o teste do palito no centro do bolo para verificar a cozedura.
  5. Decorar o bolo com açúcar em pó.





17 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Dicas,

É no poupar que está o ganho (e a Natureza agradece!)

09:21:00 Ana Filipa Costa 6 Comments


Cada vez mais se fala em poupança. Se parte dela é reflexo da situação económica actual, outra parte é reflexo de uma consciencialização ambiental cada vez maior.

Todos nós podemos (e devemos!) contribuir, de uma forma ou de outra, para um mundo mais sustentável e essa contribuição começa em casa nos gestos mais simples.

Nesse sentido, hoje falo-vos de aproveitamento de sobras com uma receita deliciosa e organização na cozinha de forma a evitar desperdícios com duas dicas muito úteis.

Receita: Salada de Peixe Assado (Aproveitamento de Sobras)
Com a chegada dos dias quentes, sabe muito bem peixe assado na brasa, acompanhado de batatas cozidas e de uma fresca salada de tomate com pimentos assados, bem temperada. Para mim não há melhor petisco! :)
Contudo por vezes nestas petiscadas, sobra um pouco de tudo (ou porque a malta até nem tinha muito apetite, ou porque alguém se empolgou e comprou mais peixe do que a conta - afinal mais vale sobrar que faltar!...). Estas sobras podem-se tornar numa salada reinventada e simplesmente deliciosa!

Ingredientes:
  • Sobras de peixe assado 
  • Sobras de salada de tomate (com ou sem pimentos)
  • Sobras de batata cozida
E para preparar nada mais simples do que:
  1. Remover as espinhas e peles do peixe e despedaçá-lo.
  2. Cortar as batatas em pedacinhos pequenos e misturar com o peixe.
  3. Juntar por fim a salada (geralmente temperada com cebola, orégãos, sal, azeite e vinagre) e misturar tudo muito bem.
  4. Esta salada conserva-se bem de um dia para o outro no frigorífico e é perfeita para levar na marmita do almoço (geralmente quando opto pela marmita, procuro recipientes de vidro - não ganham cheiros nem dão sabor à comida).

Dicas e mais dicas:

#1 - Conservar verduras frescas e viçosas por mais tempo no frigorífico

Todos nós nos deparamos com o problema de conservação de verduras. Compramo-las lindas, viçosas e frescas e guardamo-las no frigorífico. Passado uns dias estão murchas e sem graça e o destino habitual é o lixo... É-vos familiar? Aqui em casa tinha essa problema até que "descobri" uma solução bastante prática e eficaz.
Antes de guardarem as verduras (válido para alfaces, rúcula, espinafres, couves, etc), arranjem as mesmas como se as fossem consumir de imediato, separando as folhas, removendo os caules e lavando-as em água corrente. De seguida, com o auxílio de um escorredor de verduras ou de um pano, remover todo o excesso de água, até que as verduras fiquem completamente enxutas.
Guardar então as verduras num recipiente de plástico ou em sacos de plástico com zip, assim, sempre que precisarem de verduras (para uma salada, sopa, etc) têm-nas disponíveis e prontas a usar. Se a água for bem removida, as verduras duram bastante tempo no frigorífico.

#2 - Conservar bolachas, cereais e pão mantendo-os estaladiços/fofos por mais tempo
Adoro fazer bolachas, granola/muesli e pão em casa, mas se não os acondicionar devidamente, depressa perdem qualidades (no caso das bolachas e cereais, a sua textura estaladiça e no caso do pão a textura fofinha).

Conservar cereais 
  • Os caseiros (granola/muesli) conservo em recipientes fechados com tampa que se abre apenas pela metade, São práticos na hora de servir e mantêm os cereais secos e estaladiços.
  • Os de compra, que geralmente vêm em sacos de plástico conservo recorrendo a molas.
Conservar pão
  • Para consumir até dois dias, conservo em sacos de plástico com zip.
  • Para consumir congelar recorro também a sacos de plástico nos quais coloco a data de congelação.


(As foto usada neste post foi recolhida da internet)

    6 comentários:

    Agradeço a tua visita e comentário!
    Espero ver-te por aqui mais vezes :)

    Carne,

    Courgettes recheadas com carne picada

    15:08:00 Ana Filipa Costa 21 Comments


    Oiço muitas pessoas dizerem que a alimentação saudável é cara e muito complexa, para além de ter pouco sabor.
    Pessoalmente não concordo nada com essa opinião. Comer de forma saudável pode ser um verdadeiro prazer, é tudo uma questão de combinar os sabores certos.

    As courgettes, pelo seu sabor neutro, são bastante versáteis e o facto de terem poucas calorias, faz com que sejam frequentemente usadas em receitas mais saudáveis como substitutos de outros alimentos.
    Uma das minhas formas preferidas de consumir courgette é recheada. Por vezes faço com atum, outras vezes apenas com legumes mas a forma mais frequente é com carne picada.

    Desta vez, e porque já tinha saudades de meter as "mãos na massa", decidi partilhar a receita também em formato de vídeo.

    Os legumes a usar podem ser substituídos pelos da vossa preferência, assim como o acompanhamento.

    Espero que gostem!



    Ingredientes:
    • 4 courgettes
    • sumo de 1 limão
    • 1 cebola média
    • 2 dentes de alho
    • 6 c.sopa de azeite
    • 2 tomates
    • 1 cenoura
    • 1/2 malagueta
    • 250g de carne picada
    • 100 ml de água
    • sal e pimenta a gosto
    • 10 cogumelos
    • 1 punhado de espinafres
    • 3 c.sopa de queijo ralado
    Modo de Preparo:
    1. Lavar bem as courgettes, cortar em metades e remover cuidadosamente a polpa de cada metade para uma tigela (tenham cuidado para não perfurar a casca). Regar as cascas e a polpa com o sumo de limão, para não oxidar e reservar.
    2. Descascar os tomates, e a cenoura, picar os tomates finamente e ralar a cenoura. Remover as sementes da malagueta, picando-a finamente. Lavar os cogumelos e fatiá-los. Reservar. 
    3. Descascar a cebola e o alho, picar finamente e colocar numa frigideira grande, regando com 4 c.sopa de azeite. Levar ao lume para refogar. 
    4. Quando a cebola começar a ficar ligeiramente dourada, adicionar o tomate, a malagueta e a cenoura e deixar refogar mais um pouco para o tomate perder alguma da sua água.
    5. Adicionar a polpa das courgettes e deixar que reduzam o seu volume (aproximadamente 10 minutos). Adicionar então a carne, o sal e pimenta a gosto e a água e deixar cozinhar pois mais 10 minutos. 
    6. Por fim juntar os cogumelos e os espinafres e deixar cozinhar em lume brando até que mirrem e a grande maioria da água do preparado tenha evaporado.
    7. Colocar o recheio dentro das cascas das courgettes previamente reservadas, distribuir pelo topo o queijo ralado, regar com o restante azeite e levar ao forno a gratinar por cerca de 15 minutos ou até ficarem douradas.
    8. Servir quente, acompanhado de um arroz integral ou um puré de batata.







    21 comentários:

    Agradeço a tua visita e comentário!
    Espero ver-te por aqui mais vezes :)