Bimby,

Hambúrgueres de salmão

01:24:00 Ana Filipa Costa 3 Comments


Fiquei fã desta receita desta a 1ª vez que a fiz, e desde então já a repeti inúmeras vezes aqui em casa.
É muito simples de preparar, é saborosa e, para complementar, é saudável. Perfeita!

Esta receita pode facilmente ser preparada sem recurso a grandes utensílios culinários, como mostro no vídeo, ou de forma ainda mais prática, se tiverem um robot de cozinha. Deixo-vos abaixo a descrição para ambos os métodos.

Podem optar por comer estes hambúrgueres no pão, ou no prato, acompanhados de uma deliciosa salada.

A nível de molhos, podem usar maionese de alho (tenho uma receita muito boa aqui), mostarda, molho de iogurte, tkaziki, ou outro da vossa preferência.
Adoro comer estes hambúrgueres com gomos de batata doce no forno, receita aqui ou até mesmo com chips de batata doce.

Se quiserem por congelar (é possível), optem por usar lombos de salmão fresco, para evitar congelar duas vezes o peixe.



*quantidades para 4 pessoas
Ingredientes:
→ 4 lombos de salmão congelado - sem pele nem espinhas (podem optar por salmão fresco)
→ 1 cebola pequena (ou 2 chalotas)
→ 1 molho de cebolinho (em alternativa podem usar endro ou salsa)
→ sal e pimenta a gosto

Preparo - Modo tradicional:
1) Descongelar o salmão à temperatura ambiente.
2) Picar finamente os lombos de salmão até obter uma espécie de pasta. Colocar o salmão picado numa tigela e reservar.
3) Descascar e picar finamente a cebola e juntar ao salmão.
4) Picar finamente o cebolinho e juntar ao salmão com a cebola.
5) Temperar o preparado com sal e pimenta a gosto, e mexer bem para envolver todos os sabores.
6) Dividir o preparado em 4 porções iguais (uma porção para cada lombo usado) e moldar hambúrgueres.
7) Levar a grelhar numa chapa quente, até dourar de ambos os lados.
8) Servir em pão torrado, com alface e tomate ou no prato com uma salada, arroz, chips de batata ou outro acompanhamento a gosto.

Preparo - Com robot de cozinha:
1) Descongelar o salmão à temperatura ambiente.
2) Colocar no copo a cebola descascada e o cebolinho e programar 5 segundos, velocidade 5. Juntar o salmão e dar alguns golpes de turbo até obter um preparado homogéneo.
3) Temperar o preparado com sal e pimenta a gosto, e mexer bem com a espátula para envolver todos os sabores.
4) Dividir o preparado em 4 porções iguais (uma porção para cada lombo usado) e moldar hambúrgueres.
5) Levar a grelhar numa chapa quente, até dourar de ambos os lados.
6) Servir em pão torrado, com alface e tomate ou no prato com uma salada, arroz, chips de batata ou outro acompanhamento a gosto.



3 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Bimby,

Tigelinhas de bacalhau

16:46:00 Ana Filipa Costa 5 Comments


Esta é aquela receita com que vão poder fazer um brilharete quando receberem visitas em casa.
Não é muito complexa, leva poucos ingredientes, fica muito saborosa, e tem uma apresentação vistosa.
As tigelinhas fazem lembrar os tão tradicionais pastéis de nata, mas numa versão salgada.

Podem servi-las como entrada ou snack ou podem optar por fazer destas tigelinhas uma refeição leve, acompanhadas por uma salada fresca. Imagino que resultem igualmente bem em versão miniatura, para servir em festas.

A receita rende 10 pastéis.
Sirvam com salsa picada e umas azeitonas, combina muito bem.

Fonte da receita: Blog 5 quartos de laranja
Ingredientes:
→ 250 g de bacalhau demolhado
→ 1 cebola
→ 2 dentes de alho
→ 30 ml de azeite
→ 1 folha de louro
→ Pimenta-preta q.b.
→ 200ml natas
→ 20g de amido de milho
→ 1 gema de ovo
→ 200ml de água
→ Sal q.b.

Preparo - Modo tradicional:
1) Cozer o bacalhau, reservando a água da cozedura.
2) Fazer um refogado com a cebola e os dentes de alho picados e a folha de louro. Acrescentar o bacalhau desfiado, sem peles nem espinhas, as natas, 200ml da água da cozedura do bacalhau. Temperar com pimenta e rectificar de sal.
3) Triturar este preparado muito bem com a varinha. Passar no coador chinês (se, como eu, não tiverem este coador, pulem este passo fica igualmente saboroso o que muda é a textura do recheio).
4) Diluir o amido de milho num pouco de água e juntar ao preparado de bacalhau. Levar ao lume brando até engrossar um pouco.
5)Depois de arrefecer, juntar uma gema de ovo ligeiramente batida e misturar muito bem no preparado de bacalhau.
6) Esticar a massa follhada, formar um rolo e cortar em pedaços de 2cm.
7) Forrar as formas com a massa folhada, verter o preparado e levar ao forno pré-aquecido 200ºC durante 20 minutos, ou até dourar.

Preparo - Com robot de cozinha:
1) No cesto colocar o bacalhau. Encher o copo com 800g de água, juntar o cesto e programar 20 minutos, 100ºC, velocidade 2. Reservar a água da cozedura do bacalhau.
2) No copo, sem o cesto, juntar a cebola e os dentes de alho e programar 5 segundos, velocidade 5. Juntar a folha de louro e o azeite e programar 5 minutos, varoma. velocidade 1. Acrescentar o bacalhau desfiado, sem peles nem espinhas, as natas, 200g da água da cozedura do bacalhau. Temperar com pimenta e rectificar de sal. e programar 1 minuto, varoma, velocidade 1.
3) Programar 30 segundos, velocidade 7. Passar no coador chinês (se, como eu, não tiverem este coador, pulem este passo fica igualmente saboroso o que muda é a textura do recheio).
4) Diluir o amido de milho num pouco de água e juntar ao preparado de bacalhau. Programar 2 minutos, 90ºC, velocidade 3.
5) Depois de arrefecer, juntar uma gema de ovo ligeiramente batida e misturar muito bem no preparado de bacalhau com o auxílio de uma espátula.
6) Esticar a massa follhada, formar um rolo e cortar em pedaços de 2cm.
7) Forrar as formas com a massa folhada, verter o preparado e levar ao forno pré-aquecido 200ºC durante 20 minutos, ou até dourar.




5 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Bimby,

Queques de aveia e mirtilos

19:40:00 Ana Filipa Costa 5 Comments

Há receitas que me conquistam pela sua simplicidade, mesmo antes sequer de as testar.
Foi o caso destes queques. Para já, combinam ingredientes que aprecio de uma forma balanceada e depois são tão simples de preparar que têm tudo para dar certo.

Resultam nuns bolinhos não muito doces, leves e saborosos, que são ótimos para levar na lancheira quer dos miúdos como dos graúdos, afinal as férias de Verão já terminaram para a grande maioria das pessoas e é tempo de voltar às rotinas do trabalho/escola e ideias para as marmitas são sempre bem-vindas.

Decidi fotografá-los neste prato que pertencia aos meus avós e que herdei e guardo com todo o carinho. Gosto de ver a comida em loiças antigas, dá um toque especial de comida caseira, comida de mãe ou avó, sobre a qual habitualmente temos tão boas memórias,

* Receita do livro "Bimby - A cozinhar se conta uma história", pág. 111
Ingredientes:
→ 2 ovos
→ 240g de leite
→ 10g de óleo
→ 100g de açúcar amarelo + q.b. para polvilhar
→ 50g de farinha de trigo
→ 60g de farinha de trigo integral
→ 130g de flocos de aveia
→ 1 c.chá de fermento
→ 150g de mirtilos

Preparo - Modo tradicional:
1) Pré-aquecer o forno a 180ºC. Untar com manteiga e polvilhar com farinha de trigo formas para queques (em alternativa usar formas de papel para queques, descartáveis).
2) Misturar os ovos com o leite e o óleo.
3) Juntar as farinhas, os flocos de aveia e o açúcar e envolver bem.
4) Distribuir a massa pelas formas, sobre as mesmas distribuir os mirtilos, polvilhar com açúcar amarelo levar ao forno, a 180ºC, por cerca de 30 minutos. Deixar arrefecer por completo antes de servir.


Preparo - Com robot de cozinha:
1) Pré-aquecer o forno a 180ºC. Untar com manteiga e polvilhar com farinha de trigo formas para queques (em alternativa usar formas de papel para queques, descartáveis).
2) Colocar no copo os ovos com o leite e o óleo e programar 15 segundos, velocidade 5.
3) Juntar as farinhas, os flocos de aveia e o açúcar e programar 5 segundos, velocidade 3.
4) Distribuir a massa pelas formas, sobre as mesmas distribuir os mirtilos, polvilhar com açúcar amarelo levar ao forno, a 180ºC, por cerca de 30 minutos. Deixar arrefecer por completo antes de servir.





5 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Acompanhamento,

Salada de Pato colorida, refrescante e equilibrada

17:50:00 Ana Filipa Costa 1 Comments


Refrescante, saborosa, equilibrada e bonita. Podemos pedir algo mais de uma salada?

A primeira vez que provei a combinação de pato com lentilhas foi no restaurante do Jamie Oliver na Inglaterra e gostei tanto que a ideia nunca mais me saiu da cabeça.
Foi quando fiquei com umas sobras de pato cozido (que usei para fazer um arroz de pato) que decidi criar esta deliciosa salada.

O pato foi cozido num caldo de legumes (aipo, alho francês, cebola, cenoura, salsa, sal e pimenta) para torná-lo ainda mais saboroso, mas se não quiserem dar-se ao trabalho, poderão simplesmente cozinhá-lo em água temperada com sal.

Os dias quentes pedem pratos assim refrescantes, e já que se avizinha mais um fim-de-semana de calor, o que me dizem de por esta receita à prova?

Bons cozinhados!

*Quantidades para 4 pessoas
Ingredientes:
→ 1/2 couve roxa pequena lavada
→ 2 c.sopa de maionese
→ 1 molho de agriões lavados
→ 1 beterraba
→ 1 c.sopa de vinagre
→ 1 c.sopa de açúcar amarelo
→ 250g de lentilhas vermelhas
→ 1 folha de louro
→ 1 dente de alho
→ sal a gosto
→ 1 raminho de coentros lavados
→ 250g de pato cozido e desfiado
→ molho sweet chili a gosto
→ sementes de sésamo a gosto

Modo de Preparo:
1) Com o auxílio de uma mandolina ou de uma faca bem afiada, cortar a couve roxa finamente.
2) Misturar a couve com a maionese e verter para a travessa onde for servir a salada. Reservar.
3) Num tacho colocar as lentilhas, o alho, o louro e o sal, cobrir com água e deixar cozinhar 10 minutos. Depois de cozidas, escorrer a água e reservar até arrefecer.
4) Colocar a beterraba, com casca, num tachinho e adicionar sal a gosto. Cobrir com água e lavar a cozer até que esteja mole ao espetar com o garfo, 10 a 15 minutos. Escorrer a água, descascar a beterraba, cortar em cubos, colocar novamente no tacho juntamente com o vinagre e o açúcar e cobrir com água. Levar ao lume até ferver. Reservar na água até ao momento de servir.
5) Descascar a laranja, removendo os caroços e partes brancas, cortar em gomos e distribuir ao redor da couve roxa. Por cima colocar os agriões e a beterraba escorrida (guardando 2 ou 3 pedaços para guarnecer a salada).
6) Sobre os agriões colocar as lentilhas e por cima o pato desfiado.
7) Temperar com coentros picados, sementes de sésamo a gosto e molho sweet chili e servir.




1 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Bimby,

Quiche de frango e espinafres

16:05:00 Ana Filipa Costa 3 Comments


Por vezes, recorro às quiches para substituir as tradicionais refeições. Usualmente as mesmas saem à cena em jeito de limpeza de frigorífico, mas outras vezes, faço-as mesmo para uma refeição mais leve. Uma fatia de quiche e uma tigela de sopa, são para mim um jantar perfeito para os dias de semana.
Para além disso, as quiches também ficam óptimas de um dia para o outro, o que as torna candidatas para a marmita.

Desta vez o recheio escolhida foi o de frango uma vez que tinha sobras de frango assado (de churrasco) que uma outra refeição. Se quiserem podem usar frango cozido como alternativa.

A minha sugestão é feita com massa de raiz mas se quiserem um preparo mais rápido, podem optar com usar massa quebrada de compra.

Ingredientes:
Massa
→ 300g farinha
→ 130g manteiga
→ 70g água
→ 1 c.chá de sal
→ 1 c.chá de açúcar
Recheio
→ Metade de 1 frango assado, desossado e desfiado
→ 4 ovos + 2 gemas
→ 200ml de natas
→ 100g de queijo ralado mozarella
→ sal e pimenta a gosto
→ 1 pitada de noz moscada
→ 1 punhado generoso de folhas de espinafres lavadas

Preparo - Modo Tradicional:
1) Misturar todos os ingredientes até obter uma massa homogénea. Enrolar em papel celofane e levar ao frigorífico por 30 minutos.
2) Estender a massa com o auxílio de um rolo da massa de modo a obter uma espessura de cerca de 0,5 cm.
3) Forrar uma tarteira com a massa, fazer alguns furos com o garfo, cobrir com papel vegetal e sobre o papel colocar feijões secos, de modo a fazer peso. Levar ao forno, a 180 ºC, por 10/15 minutos. Retirar do forno, remover os feijões e o papel vegetal e reservar.
4) Numa tigela colocar os ovos e as gemas, as natas, o queijo, sal, pimenta e noz moscada e misturar bem até obter um preparado homogéneo.
5) Verter o preparado sobre a tarteira forrada com a massa pré-cozida, dispor as folhas de espinafres e o frango e levar ao forno, a 180 ºC, até dourar. Retirar e servir quente ou fria, acompanhada de uma salada.



Preparo - Com robot de cozinha:
1) Colocar todos os ingredientes da massa no copo e programar 15 segundos, velocidade 6. Enrolar em papel celofane e levar ao frigorífico por 30 minutos.
2) Estender a massa com o auxílio de um rolo da massa de modo a obter uma espessura de cerca de 0,5 cm.
3) Forrar uma tarteira com a massa, fazer alguns furos com o garfo, cobrir com papel vegetal e sobre o papel colocar feijões secos, de modo a fazer peso. Levar ao forno, a 180 ºC, por 10/15 minutos. Retirar do forno, remover os feijões e o papel vegetal e reservar.
4)No copo colocar os ovos e as gemas, as natas, o queijo, sal, pimenta e noz moscada e programar 15 segundos, velocidade 3.
5) Verter o preparado sobre a tarteira forrada com a massa pré-cozida, dispor as folhas de espinafres e o frango e levar ao forno, a 180 ºC, até dourar. Retirar e servir quente ou fria, acompanhada de uma salada.



3 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Bimby,

Tarteletes de frutos vermelhos

12:23:00 Ana Filipa Costa 5 Comments


Muitas das receitas que faço nascem da necessidade de usar um ou outro ingrediente que está a chegar ao fim da sua vida útil. Neste caso, os morangos e uma sobra de massa quebrada foram os culpados.

Gosto particularmente de massa quebrada caseira, é perfeita quer para tartes doces como salgadas, fica saborosa e nada empapada, como algumas massas de compra.
O creme de pasteleiro usado, aromatizado com as raspas de laranja, casa lindamente com os frutos vermelhos. 

Finalizei com raspas de chocolate mas podem optar por cobrir com um pouco de calda de chocolate, ou simplesmente com açúcar em pó.


*quantidades para 4 tarteletes
Ingredientes:
Massa
→ 150g farinha
→ 65g manteiga
→ 35g água
→ 1 pitada de sal
→ 1 pitada de açúcar
Recheio
→ 100g de açúcar
→ raspas de laranja a gosto
→ 1 ovo + 1 gema
→ 1 c.chá de açúcar baunilhado
→ 300g de leite
→ 15g de amido de milho
→ 4 morangos
→ 16 framboesas
→ 20 mirtilos
→ chocolate negro em barra para decorar (raspas)

Preparo - Método tradicional:
1) Misturar todos os ingredientes até obter uma massa homogénea. Enrolar em papel celofane e levar ao frigorífico por 30 minutos.
2) Dividir a massa em 4 porções iguais e estender com o auxílio de um rolo da massa de modo a obter uma espessura de cerca de 0,5 cm.
3) Forrar 4 formas de tarteletes com a massa, fazer alguns furos com o garfo, cobrir com papel vegetal e sobre o papel colocar feijões secos, de modo a fazer peso. Levar ao forno, a 180ºC, por 10/15 minutos. Passado esse tempo, remover os feijões e o papel vegetal, e voltar a colocar no forno até dourar (mais 10 minutos aproximadamente). Depois de prontas, retirar das formas e deixar arrefecer.
4) Enquanto a massa coze, preparar o creme de pasteleiro, colocando colocando todos os ingredientes num tachinho, misturando bem, até obter um creme homogéneo, e deixar em lume brando até engrossar, mexendo sempre.
5) Forrar as tarteletes com o creme e por cima dispor os morangos fatiados, as framboesas e os mirtilos.
6) Decorar com raspas de chocolate e levar ao frigorífico até ao momento de servir.

Preparo - Com robot de cozinha:
1) Colocar todos os ingredientes da massa no copo e programar 15 segundos, velocidade 6. Enrolar em papel celofane e levar ao frigorífico por 30 minutos.
2) Dividir a massa em 4 porções iguais e estender com o auxílio de um rolo da massa de modo a obter uma espessura de cerca de 0,5 cm.
3) Forrar 4 formas de tarteletes com a massa, fazer alguns furos com o garfo, cobrir com papel vegetal e sobre o papel colocar feijões secos, de modo a fazer peso. Levar ao forno, a 180ºC, por 10/15 minutos. Passado esse tempo, remover os feijões e o papel vegetal, e voltar a colocar no forno até dourar (mais 10 minutos aproximadamente). Depois de prontas, retirar das formas e deixar arrefecer.
4) Enquanto a massa coze, preparar o creme de pasteleiro, colocando no copo limpo todos os ingredientes e programando 6 minutos, 90ºC, velocidade 4.
5) Forrar as tarteletes com o creme e por cima dispor os morangos fatiados, as framboesas e os mirtilos.
6) Decorar com raspas de chocolate e levar ao frigorífico até ao momento de servir.




5 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Bimby,

Macaroons de côco #glutenfree

10:03:00 Ana Filipa Costa 3 Comments

Se há fruto que adoro é o côco! Gosto do sabor, da sua textura e acima de tudo da sua versatilidade.
Fica bem quer em doces quer em salgados e é uma excelente alternativa para quem é intolerante ao glúten.

Estes macaroons, nada mais são do que pequenos e deliciosos bolinhos, assim meio tosocos mas cheios de charme.
Se tiverem a possibilidade de usar côco fresco ao invés do ralado seco, aconselho vivamente. Hoje em dia já é fácil encontrar nos supermercados côco fresco e já cortado, bastando que em casa o ralemos quer com a ajuda de um ralador quer recorrendo a um robot de cozinha.

Um doce não muito enjoativo, perfeito para servir no final de uma refeição a acompanhar um café ou para servir numa mesa de festa.

Optei por fazer em tamanho maiorzinho, tendo rendido ao todo 9 macaroons. Podem optar por fazer mais pequenos, rendendo assim mais porções.

Ingredientes:
→ 150g de côco ralado (se conseguirem que seja côco ralado fresco, tanto melhor)
→ 2 ovos L
→ 80g de açúcar
→ 1 pitada de sal
→ 1 c.chá de essência de amêndoa (opcional)
→ doce de morango a gosto (usei doce de morango sem açúcar Natura da Quinta de Jugais)

Preparo - Modo tradicional:
1) Pré-aquecer o forno a 180ºC.
2) Separar as claras das gemas (reservar as gemas para outras receitas).
3) Bater as claras em castelo, e adicionar aos poucos o açúcar até obter um merengue brilhante e liso.
4) Aos poucos juntar o côco, a essência de amêndoa e o sal. Incorpar até obter uma mistura homogénea.
5) Dispor bolas de massa sobre um tabuleiro forrado com papel vegetal.
6) Abrir um pequeno buraco sobre cada bola e colocar em cada um dos buracos um pouco de doce de morango.
7) Levar ao forno até ficar dourado, por cerca de 15/20 minutos. Deixar arrefecer antes de remover do tabuleiro.

Preparo - Com robot de cozinha:
1) Pré-aquecer o forno a 180ºC.
2) Separar as claras das gemas (reservar as gemas para outras receitas).
3) No copo colocar claras em castelo, a borboleta e o sal e programar 2 minutos, velocidade 3 1/2. Com a máquina em funcionamento, na velocidade 3 1/2 adicionar pelo bocal da tampa, o açúcar aos poucos, e deixar bater até obter um merengue liso e brilhante.
4) Juntar o côco e a essência de amêndoa e incorpar com a espátula até obter uma mistura homogénea.
5) Dispor bolas de massa sobre um tabuleiro forrado com papel vegetal.
6) Abrir um pequeno buraco sobre cada bola e colocar em cada um dos buracos um pouco de doce de morango.
7) Levar ao forno até ficar dourado, por cerca de 15/20 minutos. Deixar arrefecer antes de remover do tabuleiro.







3 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Peixe

Medalhões de Pescada com broa e cogumelos

11:25:00 Ana Filipa Costa 2 Comments


Para quando procuramos uma refeição com aspecto mais elaborado, mas simples de preparar e muito saborosa, esta sugestão é a resposta.
Os lombos de pescada, por terem uma cobertura húmida e estarem cobertos pelo presunto, ficam suculentos e bastantes apetitosos.

O acompanhamentos podem variar de uma simples salada, a um puré de batata ou um risotto de limão.

Ingredientes:
→ 5 medalhões de pescada
→ 75g de broa de milho
→ 150g de cogumelos frescos
→ 1 dente de alho
→ 100g de presunto finamente fatiado
→ sal e pimenta a gosto
→ sumo de 1/2 limão
→ 1 c.sopa de molho de soja
→ folhas de alecrim fresco a gosto (opcional)
→ um fio de azeite
→1 cálice de vinho branco

Modo de preparo:
1) Começar por temperar os medalhões de pescada (que já deverão estar descongelados) com o sumo de limão, sal e pimenta a gosto e o molho de soja. Reservar.
2) Triturar a broa de milho com os cogumelos, o dentes de alho, sal e pimenta a gosto e algumas folhas de alecrim, até obter uma pasta.
3) Dispor colheradas da pasta de cogumelos com broa sobre os medalhões de pescada.
4) Envolver cada medalhão com presunto e prender com palitos de madeira para que se mantenham no lugar.
5) Dispor os medalhões num tabuleiro de forno, regar com o vinho branco e o azeite e levar ao forno, a 190ºC, por cerca de 30 minutos, até que o presunto comece a dourar.
6) Servir decorado com alecrim a gosto.





2 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Bimby,

Pão de Frigideira, mega rápido! [Receita em vídeo]

19:13:00 Ana Filipa Costa 4 Comments


Quer seja para o pequeno-almoço, ou para um lanche/refeição ao longo do dia, este pãozinho nunca desilude!
Mega rápido, como poderão constatar pela receita e pelo vídeo, e super versátil, uma vez que podemos escolher os recheios que mais gostarmos (doces ou salgados) assim como as farinhas que preferirmos (já partilhei em tempos, no Instagram, um pão de frigideira sem glúten, feito com farinha de aveia e de côco - quantidades iguais às desta receita).

O pão fica leve, fofo e saboroso e agora que estamos em tempos de praia/piscina/pic-nic, fazem o lanche perfeito.

Experimentem e contem-me o que acharam! 😉


Ingredientes:
→ 1 c.sopa de farinha de trigo integral (pode substituir por farinha de amêndoa, côco, espelta, trigo sarraceno, centeio)
→ 1 c.sopa de farinha de aveia
→ 1 c.chá de mistura de sementes a gosto
→ 1 c.chá de fermento em pó
→ 1 c.sopa de água
→ sal a gosto
→ sementes de sésamo a gosto

Preparo - modo tradicional:
1) Misturar todos os ingredientes até obter um preparado homogéneo
2) Dispor a massa numa frigideira anti-aderente, salpicar algumas sementes de sésamo a gosto e levar a cozinhar cerca de 1 minuto em cada lado.
3) Servir com o recheio a gosto.

Preparo - Com robot de cozinha:
1) Misturar todos os ingredientes até obter um preparado homogéneo
2) Dispor a massa numa frigideira anti-aderente, salpicar algumas sementes de sésamo a gosto e levar a cozinhar cerca de 1 minuto em cada lado.
3) Servir com o recheio a gosto.




4 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Acompanhamento,

Salada de favas com coentros

10:54:00 Ana Filipa Costa 1 Comments


Nestes dias tenho evitado a cozinha o mais que posso. Os dias excessivamente quentes deixaram-me sem qualquer motivação para cozinhados. É óbvio que continuo a cozinhar, mas nada de "empolgante" que mereça a pena ser partilhado por aqui.

No entanto tenho algumas receitas de "backup", precisamente para aquelas alturas em que por algum motivo não tenho novidades para partilhar,
A receita desta salada é uma das que estava em fila de espera. Foi feita em meados de Março, mas é tão refrescante e saborosa que achei que encaixava perfeitamente nos menus destes dias mais quentes.

Tanto pode ser servidas como uma entrada, para ir petiscando, como acompanhamento.

Bem sei que favas é um daqueles alimentos controversos, que nem todas as pessoas gostam, mas, se são  da equipa Favas, experimentem, ficam deliciosas!

Ingredientes:
→ 250g de favas
→ 1 dente de alho
→ 1 molho de coentros
→ sal e pimenta a gosto
→ azeite
→ 1 limão (sumo e raspa)

Modo de Preparo:
1) Começar por cozinhar as favas, em água fervente (com um pouco de sal) até estarem tenras. Escorrer a água e reservar.
2) Picar finamente um dente de alho e os coentros e misturar-los com as favas cozidas.
3) Adicionar raspas do limão e temperar com azeite e sumo de limão a gosto. Rectificar sal se necessário e temperar com um pouco de pimenta a gosto. Servir fresco.



1 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Bimby,

Bolo de banana, sem glúten e sem gordura

10:20:00 Ana Filipa Costa 7 Comments


Se em tempos partilhei convosco o melhor pão de banana de SEMPRE, hoje é dia de partilhar O bolo 😊

No Verão a fruta, de uma forma geral, tem tendência a estragar-se com muita facilidade e, quando o assunto é bananas, é bem pior! Num abrir e fechar de olhos estão super maduras e quando atingem esse estado, ou as congelo para usar em batidos e afins ou tenho que dar largas à imaginação para lhes dar um fim digno!

Há uns tempos fiz uma visita a uma loja a granel que existe aqui na minha zona, a Quintinha a Granele trouxe comigo algumas coisinhas para experimentar, frutas desidratadas - o abacaxi desidratado é de bradar aos céus! - beterraba e morangos em pó e farinha de trigo sarraceno, que é uma excelente opção sem glúten para usar em bolos e pães.
Com essa farinha e uma sobra de farinha de amêndoas, que tinha na minha dispensa desde a minha primeira aventura com macarons, umas bananas bem madurinhas  e mais "uns pós de perlimpimpim" saiu um bolo de banana D.E.L.I.C.I.O.S.O.

Este bolo não tem glúten nem gorduras adicionadas, fica muito fofinho e saboroso. O gosto da banana está bem dissimulado, o que prevalece é o sabor da canela misturado com o açúcar mascavado, tão mas tão bom!
Não o fiz, mas podem adicionar umas nozes picadas e até mesmo umas pepitas de chocolate, irá certamente ficar ainda mais guloso!

Dentro da categoria bolos de banana sem glúten, este é o melhor que já comi!
Experimentem e vejam por vocês mesmos se eu não tenho razão quando digo que este bolo é BOM! 😊

Ingredientes:
→ 2 bananas maduras
→ 3 ovos
→ 1 c.chá de baunilha
→ 250ml de leite de amêndoas
→ 1 c.sopa de canela em pó
→ 250g farinha de trigo sarraceno
→ 100g de farinha de amêndoas
→ 1 c.sopa de fermento em pó
→ 200g de açúcar mascavado

Preparo - Modo tradicional:
1) Esmagar, com o auxílio de um garfo, a banana. Juntar os ovos, o leite e a baunilha e misturar bem,
2) Adicionar o açúcar, envolver bem.
3) Juntar os restantes ingredientes e misturar até obter uma massa homogénea.
4) Verter a massa numa forma previamente untada e enfarinhada e levar ao forno, a 180ºC, por cerca de 40 minutos, ou até que esteja dourado e um palito inserido no interior do bolo saia limpo.

Preparo - Com robot de cozinha:
1) No copo colocar as bananas, os ovos, o leite e a baunilha e programar 15 segundos, velocidade 5.
2) Juntar os restantes ingredientes e programar 1 minuto, velocidade 3.
3) Verter a massa numa forma previamente untada e enfarinhada e levar ao forno, a 180ºC, por cerca de 40 minutos, ou até que esteja dourado e um palito inserido no interior do bolo saia limpo.



7 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Entradas,

Tarte de tomate e queijo mozzarella de búfala

21:37:00 Ana Filipa Costa 2 Comments


Se há coisa que gosto mesmo, são tomates no forno. Ficam carnudos e suculentos e fazem acompanhamentos deliciosos (adoro fazê-los assim para acompanhar pratos de massas).

Se estiver com pressa, faço-os de forma simples, misturando-os com um pouco de azeite, sal e pimenta e levo ao forno diretamente.
Quando estou com mais tempo, marino-os (os temperos variam consoante a ocasião), enriquecendo assim o seu sabor. Ficam deliciosos!

Esta tarte é feita com tomate marinados precisamente para enriquecer o sabor final, mas se não tiverem tempo para a marinada, podem fazer diretamente sem marinar, ficará igualmente saborosa.

A tarte de tomate, para mim, tem sabor de Verão! O contraste do ácido do tomate com adocicado da cebola caramelizada, combinam lindamente.

Tomates é o tipo de ingrediente que nunca falta aqui em casa, porque quando estão na sua época, costumo comprar maiores quantidades e congelo para consumir ao longo do ano.
Alguns congelo inteiros, com casca, outros em pedaços (também com casca) e outros ainda, congelo pelados. Várias opções, para os mais variados tipo de preparo.
Para além disso, tenho sempre o molho de tomate caseiro, do qual não abdico (receita aqui).

Os que não congelo, gosto de armazenar em cesto de verga, para permitir uma melhor circulação do ar e  prolongar assim o seu tempo de vida.

Vamos à receita? 😊

Espero que gostem!

Ingredientes:
Marinada
→ 1 pitada de cominhos em pó
→ 1 pitada de coentros em pó
→ 1 malagueta fresca sem sementes
→ 1 dente de alho
→ 25 ml de azeite
→ 1 pitada generosa de sal
→ 1 pitada generosa de açúcar
Tarte
→ 3 c.sopa de azeite
→ 3 c.sopa de água
→ sal
→ 15g de manteiga
→ 2 cebolas brancas grandes finamente fatiadas
→ 2 tomates grandes
→ 2 punhados de tomates cereja
→ 1 cebola roxa pequena
→ 1 pitada generosa de açúcar
→ 1 embalagem de massa folhada rectangular (375g)
→ 1 queijo mozzarella de búfala despedaçado
→ folhas de manjericão
→ creme de vinagre balsâmico

Modo de Preparo:
1) Começar por preparar a marinada, colocando todos os ingredientes numa misturadora e triturar (para picar o alho e a malagueta mais finamente). Reservar.
2) Cortar os tomates cereja em metades e os tomates grandes em meias luas. Cortar a cebola roxa em fatias finas. Juntar a cebola e todos os tomates cortados numa taça, adicionar a marinada, 1 pitada generosa de açúcar e outra de sal e envolver bem. Deixar repousar entre 30 a 45 minutos, para que os tomates soltem os seus sucos (tempo que usaremos para avançar com a receita).
3) Aquecer o azeite num tacho, juntar as cebolas, 3 c.sopa de azeite e 3 c.sopa de água e temperar com sal. Tapar o tacho e cozinhar em lume alto alguns minutos. Quando as cebolas começarem a sibilar, baixar a temperatura para o mínimo e deixar cozinhar 15 minutos, mexendo ocasionalmente até ficarem tenras. Destapar o tacho, aumentar a temperatura, juntar a manteiga e cozinhar mais 15 minutos até caramelizar. Reservar.
4) Pré-aquecer o forno a 190ºC.
5) Estender a massa folhada e colocá-la num tabuleiro forrado com papel vegetal, picando-a uniformemente com um garfo. Levar ao forno 10 minutos até a massa ganhar altura e começar a ganhar alguma cor.
6) Retirar do forno, e espalhar sobre a massa as cebolas caramelizadas, de forma homogénea, deixando 1 cm livre a toda a volta. Voltar a colocar no forno por mais 6 minutos.
7) Retirar novamente do forno, e espalhar sobre a cebola os tomates escorridos (descartar a marinada. Poderão usar o líquido da marinada para temperar frango ou camarões para saltear) e voltar a colocar no forno 15 a 20 minutos, até a massa estar dourada e crocante.
8) Depois de pronta, colocar sobre a tarte o queijo e as folhas de manjericão e por fim regar com o vinagre balsâmico.





2 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Dicas,

Salada César

17:21:00 Ana Filipa Costa 4 Comments



Verão e saladas... aquela combinação perfeita!
Tenho um carinho especial pela salada César. Gosto da sua praticidade e gosto acima de tudo da sua combinação de sabores!
A minha salada César é feita com molho de iogurte, ao invés de maionese. Fica igualmente deliciosa e é mais saudável. Para além disso gosto de adicionar fruta (não tão tradicional é certo, mas sabe-me muito bem).
Nesta salada optei pelos mirtilos, mas fica igualmente bem com morangos, ananás, maçã, uva, etc.

O truque para saladas saborosas é usar ingredientes frescos e de boa qualidade, sendo também muito importante conservá-los correctamente de forma a prolongar o seu bom estado.

Para isso conto com alguns pequenos truques.
Por exemplo, para conservar a alface gosto de separar as folhas, lavá-las bem e, com o auxílio de um escorredor de saladas, escorrer o máximo de água possível. Depois conservo as folhas num recipiente de plástico ou vidro, no frigorífico. Para ajudar a absorver água que se possa concentrar no recipiente, colocar umas folhas de papel cozinha ou um pano (preciosas dicas que recebi de seguidores amigos do Instagram).
Para os mirtilos, aplico a mesma lógica, só não os seco num escorredor e sim num pano de cozinha.
Quando os mirtilos estão em promoção, gosto de comprar um pouco mais e congelar para usar em batidos, bolos e outros preparos em qualquer ocasião.

E por aí, costumam comer esta salada?
Aqui em casa, somos fãs! É simples, prática, económica e deliciosa!😀

*rende 4 porções individuais
Ingredientes:
→ 4 peitos de frango
→ sumo de 1 lima
→ sal e pimenta a gosto
Molho Sriracha a gosto
→ 1 alface frisada
→ 125g de mirtilos
→ 125g de iogurte grego
→ sumo de 1/2 limão
→  1 c.chá de alho em pó
→ 1/2 copo de água
→ 2 carcaças amanhecidas
→ 3 c.sopa de azeite
→ 2 c.chá de salsa desidratada
→ 100g de queijo parmesão

Modo de Preparo:
1) Começar por temperar os peitos de frango com o sumo de lima, sal e pimenta a gosto e molho Sriracha a gosto. Deixar repousar por 10 minutos.
2) Preparar o molho, misturando o iogurte grego com o sumo de limão, sal e pimenta a gosto, a água, o alho em pó e 1 c.chá de salsa em pó. Reservar.
3) Cortar os pães em cubos pequenos, colocar numa tigela e misturar com azeite e 1 c.chá de salsa. Dispor num tabuleiro forrado com papel vegetal e levar ao forno, a 190ºC, até que estejam dourados (mexer ocasionalmente para dourar de forma igual). Reservar.
4) Desfiar as folhas de alface com as mãos (ver dicas de como conservar acima) e colocar numa taça grande ou separar por pratos individuais. Reservar.
5) Grelhar os peitos de frango num grelhados anti-aderente, até que fique totalmente cozinhado. Retirar do lume e deixar descansar por 5 a 10 minutos antes de cortar.
6) Montar a salada, colocando sobre a alface os peitos de frango fatiados, alguns mirtilos, lascas de queijo parmesão e os croutons caseiros. Regar com o molho de iogurte e, opcionalmente, com molho Sriracha. Está pronto a servir.





4 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)

Bimby,

Empada galega

11:01:00 Ana Filipa Costa 3 Comments


Depois de umas semanas ausente do Blog, estou de regresso 😊
A vida com um bebé é muito imprevisível, e os planos que fazemos saem, na grande maioria das vezes, ao lado. É preciso ser flexível e aceitar que temos de abdicar de algumas coisas em prol de outras. Estou a aprender isso aos poucos...

Ter um Blog requer muita dedicação, pelo menos nos moldes em que pretendo ter o meu. Para ter maior alcance é necessário uma presença assídua nas redes sociais e um calendário de publicações coerente e consistente, coisa que é bastante difícil de conciliar com um bebé.

Ser mãe está a ser espectacular em todos os aspectos e estou a curtir cada milissegundo como se fosse o último e acabo por me afastar um pouco deste projecto, é um facto.

Estas semanas de pausa coincidiram com as férias, e aproveitei a desculpa para fazer uma "desintoxicação" do mundo virtual. Pouco ou nada publiquei (quer no Blog quer nas redes sociais) e aproveitei o tempo em família ao máximo. Arrumei as ideias e estou de regresso com as baterias re-carregadas.

Dito isto, vamos ao que realmente vos interessa, as receitas! 😀

Está oficialmente aberta a época do peixe assado na brasa, dos domingos de petiscadas em família, dos dias quentes e longos. Aqui em casa procuramos que o domingo seja o dia de churrascada, quer de carne como de peixe.

Num destes domingos, fizemos uma grande sardinhada e acabou por sobrar algum peixe (eu não sei como é nas vossas casa, mas aqui é habitual haverem sobras, para as quais temos sempre de inventar formas de dar uso pois não gostamos nada de desperdiçar).
Com as sobras de sardinha, às quais removi pele e espinhas, fiz uma deliciosa empada galega, cuja receita já havia namorado há algum tempo no livro de receitas base da bimby (a receita original é feita com atum em lata, eu adaptei usando as sobras de sardinha).
Ficou realmente deliciosa e foi bastante elogiada!

Reciclar sobras é o lema aqui em casa, de forma a evitar desperdícios, e quando saem tão bem como foi o caso desta receita, é felicidade a dobrar 😊

Foi o nosso jantar, acompanhada de uma deliciosa salada, e que bem que soube!

Ingredientes:
Massa
→ 50g de água
→ 50g de azeite
→ 50g de vinho branco
→ 1 pitada de açúcar
→ 1 c.chá de sal
→ 150g de manteiga
→ 5g de fermento de padeiro seco
→ 1 ovo M
→ 500g de farinha tipo 55
→ 1 ovo para pincelar
Recheio
→ 200g de queijo mozzarella ralado
→ 100g de cebola
→ 200g de tomate
→ 30g de azeite
→ 1/2 pimento verde
→ 1/2 pimento vermelho
→ 50g de pepinos em vinagre
→ 500g de sardinhas assadas (sem espinhas nem pele)
→ 50g de bacon em cubos pequenos


Preparo - Modo Tradicional:
1) Para a massa, começamos por aquecer os líquidos (água, azeite, vinho) com a manteiga o açúcar e o sal, até que a manteiga derreta (não devem ferver a mistura, pretende-se apenas que fique morno para ativar o fermento).
2) Adicionar o fermento e mexer.
3) Juntar o ovo e a farinha e amassar bem até que a massa fique homogénea (se estiver demasiado pesada, juntar um pouco de água ou vinho, e se estiver demasiado pegajosa, juntar um pouco mais de farinha). Colocar a massa numa taça, cobrir com um pano e esperar que dobre de volume.
4) Entretanto preparar o recheio. Picar a cebola, o tomate, os pimentos e os pepinos e levar a refogar com o azeite, até que a cebola fique translúcida.
5) Juntar o peixe e o bacon e deixar cozinhar por cerca de 5 minutos. Reservar.
6) Para a montagem da empada, reservar 1/3 da massa para cobrir a empada e esticar a restante, formando um rectângulo de espessura fina.
7) Forrar uma forma rectangular com a massa e colocar o recheio, cobrindo com queijo ralado e por fim com 1/3 da massa previamente reservada (decorando a gosto).
8) Furar a superfície da empada com um garfo e pincelar com o ovo batido. Levar ao forno pré-aquecido a 200ºC por cerca de 20 minutos (até estar dourada).

Preparo - Com robot de cozinha:
1) Para a massa, colocar os líquidos (água, azeite, vinho), a manteiga o açúcar e o sal no copo e programar 2 minutos, 37ºC, velocidade 1.
2) Adicionar o fermento e programar 3 segundos, velocidade 4.
3) Juntar o ovo e a farinha e programar 2 minutos, velocidade espiga, até que a massa fique homogénea (se estiver demasiado pesada, juntar um pouco de água ou vinho, e se estiver demasiado pegajosa, juntar um pouco mais de farinha). Colocar a massa numa taça, cobrir com um pano e esperar que dobre de volume.
4) Entretanto preparar o recheio. No copo limpo, colocar a cebola, o tomate, os pimentos e os pepinos e programar 5 segundos, velocidade 5. Refogar 5 minutos, varoma, velocidade colher inversa.
5) Juntar o peixe e o bacon e programar 3 minutos, 100ºC, velocidade colher inversa. Reservar
6) Para a montagem da empada, reservar 1/3 da massa para cobrir a empada e esticar a restante, formando um rectângulo de espessura fina.
7) Forrar uma forma rectangular com a massa e colocar o recheio, cobrindo com queijo ralado e por fim com 1/3 da massa previamente reservada (decorando a gosto).
8) Furar a superfície da empada com um garfo e pincelar com o ovo batido. Levar ao forno pré-aquecido a 200ºC por cerca de 20 minutos (até estar dourada).




3 comentários:

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)