Pão do Vaticano (Hemin Bread)



Ainda que a origem, confirmada, do Pão do Vaticano seja desconhecida e um pouco contraditória, depois de alguma pesquisa na Internet consegui criar um pequeno fio condutor.



Há quem defenda que este pão é um "Hoax" (no caso objecto que em si contêm poderes mágicos, associado a crenças em superstições) e por essa razão não terá na sua origem qualquer fonte católica.

Há ainda quem acredite que este pão tenha tido origem no Vaticano e está de alguma forma relacionado com o Padre Pio.
Herdeiro espiritual de São Francisco de Assis, o Padre Pio de Pietrelcina foi o primeiro sacerdote a ter impresso sobre o seu corpo os estigmas da crucificação. Ele é conhecido em todo mundo como o "Frei"estigmatizado.

Para além de pão do Vaticano, é também conhecido como Hemin bread (hemin é padre em grego), pão abençoado do padre Pio ou pão da felicidade.

Seja como for, mesmo sem encontrar a verdadeira origem deste pão, consigo perceber que a sua fama corre  mundo (encontrei sites polacos, gregos, ingleses, italianos, portugueses, americanos, espanhóis...) e a crença na sua boa sorte faz com que este pão chegue a muitas casas.

O Pão do Vaticano nada mais é do que um pão feito através de um fermento que se vai alimentando ao longo de uma semana e depois de pronto, separamos em 4 partes iguais, dando 3 delas e com a 4ª porção, preparamos o nosso pão.

No passado domingo, chegou à minha casa este fermento, que prontamente decidi experimentar, afinal uma dose de boa sorte e algo docinho não se recusa de forma alguma!:)

O fermento vinha acompanhado de um papel com as seguintes instruções:

Este pão trás boa sorte a toda a família.
Aquele que coze o pão tem um desejo realizado.
Apenas deve fazer este pão uma vez na vida.
Começa na 2ª feira.
É importante que o fermento NÃO esteja no frigorífico.
Coloque a massa numa taça ou bacia de vidro e cubra com um pano de cozinha. Só pode mexer com uma colher de pau, nunca com talheres de metal ou com as mãos.

2ª feira: Junte 250g de açúcar – Não mexer.
3ª feira: Junte 250ml de leite fervido (deixar arrefecer antes de usar) – Não mexer.
4ª feira: Junte 250g de farinha – Não mexer.
5ª feira: hoje pode mexer tudo – apenas com uma colher de pau
6ª feira: Junte 250g de açúcar, 250ml de leite fervido (deixar arrefecer antes de usar) e 250g de farinha. Mexer ao redor e dividir em 4 porções iguais (cerca de 400g cada). Dar 3 porções. A 4ª fica para si e é com ela que faz o pão.
Sábado: Na 4ª porção juntar 250g de farinha, ½ colher de sopa de bicarbonato de sódio, 1 colher de sopa de fermento em pó, 3 ovos, 1 colher de sopa de açúcar baunilhado (ou aroma), 250ml de óleo, nozes picadas, ½ colher de sopa de canela, 3 punhados de passas, pedaços de maçã a gosto e raspas de chocolate.
Unte uma forma e ligue o forno a 180ºC. Leve a cozer entre 30 a 40 minutos.
Associado ao cotolicismo ou não, o que sei é que ficou um pão bastante saboroso e vai muito bem com um chá ou com um café.
Só é pena o poder fazer apenas uma vez na vida. :)

A Petiscana deseja a todos os seus leitores uma Páscoa feliz!









Ana Filipa Costa

Obrigada pelo teu comentário, volta sempre!

8 comentários:

  1. Está lindo, mesmo muito apetitoso!
    Páscoa Feliz :)

    ResponderEliminar
  2. Jà tinha ouvido falar desse pão, Filipa. O seu ficou lindo!
    Bj,
    Lylia

    ResponderEliminar
  3. Já comia!!

    Isabel Sá
    https://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. Eu acho essas coisas todas um bocado estranhas, mas que parece bom parece :)

    ResponderEliminar
  5. Meu pão do Vaticano gasto 8 dias para fazer porque eu preparo desde a Isca

    Isca
    1° dia : Por exemplo sábado

    Coloque 1 litro de agua, ou leite com 4 colheres de açúcar, com as 4 colheres de farinha de trigo e o sal numa bacia plástica.

    Sem mexer os ingredientes, cubra-os com um pano branco.

    2° dia : MASSA (por exemplo domingo)

    Pela manhã, mexer os ingredientes da isca com uma colher de pau e voltar a cobri-la.

    E daí em diante faço igual ao teu

    Na SEGUNDA FEIRA acrescento 250 gramas de açúcar e não mexo

    Na TERÇA FEIRA junto 20 ml de leite ou água fervida e esfriada (arrefecida) sem mexer

    Na QUARTA-FEIRA junto 250 gramos de farinha sem fermento sem mexer

    Na QUINTA FEIRA Misturo tudo com uma colher de pau

    Na SEXTA FEIRA acrescento 250 gramos de açúcar, 250 gramos de farinha e 250 ml de leite ou água fervida e esfriada (arrefecida)
    Com a colher de pau mexo ao redor e divido em 4 porções, três para entregar e um para fazer me próprio bolo ou pão do Vaticano

    No SÁBADO na quarta porção junto 250 gramas de farinha meia colher de sopa de fermento em pó (opcional) meia colher de sopa de bicarbonato de sódio (opcional) meia colher de sopa de canela, açúcar baunilhado qb, ou extrato de baunilha, três ovos, 250 ml de óleo, (eu utilizo 150 ml de aceite de oliva) nozes picadas grosseiramente, três punhados de passas e raspa de chocolate.

    Poderá também juntar outro tipo de frutos secos ou maçã fatiada.

    Verta a massa do pão do Vaticano numa forma rectangular previamente untada. Leve ao forno prá aquecido a 180º (Cerca de 30 minutos antes). Isso depende do forno (fazer o teste do palito)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito interessante! Pois no meu caso a dita "isca" foi-me oferecida, pelo que não fazia ideia de como era feita, obrigada pelo comentário. Posso dizer que assim, a receita ficou completa :)

      Eliminar

Agradeço a tua visita e comentário!
Espero ver-te por aqui mais vezes :)